PELÉ OU LULA?

909

PELÉ OU LULA?

Paulo Gastal Neto*

O decreto do Governo Federal – gostem dele ou não – marca luto oficial por três dias. O velório de Pelé começará na segunda-feira, 02.01.23, um dia após a posse de Lula, que acontece dia 01.01.23, ou seja ambos ainda durante o luto.

Pergunto: vamos sambar, ao som dos shows programados para o entretenimento das mais 300 mil pessoas esperadas na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, ou chorar ao pé do ataúde do Rei do Futebol? Sim, não é difícil imaginar que se a morte de Pelé estivesse em ‘fato isolado’ a comoção seria muito bem ‘trabalhada’. Mas não é o caso: há uma festa – também nacional – no meio disso tudo.

O chefes de estado que acorrerão ao Brasil, a partir do dia primeiro do novo ano, virão para a festa da posse do novo (sic) presidente ou ao velório do Rei? As grandes redes de TV do país irão reverenciar o futuro de suas ações financeiras, nas mãos de Pimenta, ou marcar sua programação com um funesto silêncio, respeitoso e digno, para aquele que sempre, isso mesmo: sempre representou sem mácula o Brasil?

Interessante esse dilema ético. Rir ou chorar, sambar ou seguir o séquito, gritar ou orar, desfraldar bandeiras fakes ou verdadeiras, sentimentos momentâneos ou nobres? Em boa hora surge essa encruzilhada. Foi um desígnio bem elaborado pelo destino, para um país em ruína institucional e moral.

*Radialista e editor do site do Pelotas Treze Horas – www.pelotas13horas.com.br