CMPC PREPARA MAIOR INVESTIMENTO DA HISTÓRIA DO RS

556
A previsão é que sejam criados cerca de 13 mil novos postos de trabalho durante a execução das obras, e 5 empregos diretos após a entrada em funcionamento da unidade. Foto: Fabiano Panizzi – CMPC

Está no forno um novo grande investimento da chilena CMPC no Rio Grande do Sul. A ideia é fazer um complexo concentrado em Barra do Ribeiro, que reunirá indústria para produção de celulose, expansão da cadeia florestal e infraestrutura logística. Os números que circulam são impressionantes, a começar pelo investimento que pode chegar a US$ 5,1 bilhões, ou seja, mais do que R$ 25 bilhões.

A previsão é que sejam criados cerca de 13 mil novos postos de trabalho durante a execução das obras, e 5 empregos diretos após a entrada em funcionamento da unidade. Esse é o maior investimento privado da história do Rio Grande do Sul. Recentemente a CMPC investiu no projeto BioCMPC com a implantação da modernização operacional, além de novas medidas de controle e gestão ambiental. As 31 iniciativas foram da seguinte forma: 9 relacionadas à implantação de novos equipamentos de controles ambientais e o repotenciamento de sistemas já existentes, 8 novas iniciativas voltadas à gestão ambiental e 14 ações de modernização operacional.

O projeto BioCMPC gerou um relevante ganho de performance para a unidade de Guaíba, por meio do aumento de aproximadamente 18% da capacidade produtiva. Isso foi possível em função da instalação de novos e modernos equipamentos, tais como as linhas adicionais de picador e peneiramento de cavacos, a realização de melhorias no digestor, no sistema de branqueamento, na secagem de celulose e na caustificação. A sustentabilidade está completamente alinhada as ações de modernização, e resultam na melhora de grande parte dos resultados dos indicadores de meio ambiente.

O investimento no projeto BioCMPC foi de R$ 2,75 bilhões e durante a implementação foram criados 7,5 mil novos postos de trabalho e 50% dos fornecedores foram empresas locais, tornando – na época – o projeto não só o maior investimento em ESG do estado, mas também proporcionando uma grande geração de valor compartilhado com as cadeias produtivas nacionais. Esse – até então era o segundo maior investimento privado da história do Rio Grande do Sul, ficando atrás somente da criação de Guaíba 2, linha de produção de celulose da CMPC que teve sua implantação concluída no ano de 2015.