MORRE CARLOS ROBERTO MANSUR, O CHUTECA – Podcast

635
Chuteca, mor do tricampeonato nacional de bandas marciais em 1975 Memorial do Colégio Gonzaga / Reprodução

DEPOIMENTO DE AIRES APOLINÁRIO SOBRE CARLOS MANSUR (CHUTECA) – Podcast

Morreu na madrugada desta segunda-feira, 10.10, Carlos Roberto Mansur, o Chuteca, Mor da Banda do Colégio Gonzaga, Tri-campeã nacional de bandas marciais em 1972, 1973 e 1975, em São Paulo. Chuteca vinha lutando contra as consequências da diabete. O Velório e o sepultamento de Carlos Roberto Mansur serão no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, das 9h da manhã às 11h da manhã desta segunda-feira. Chuteca deixa a esposa Rejane e os filhos Leonardo e Leandro.

CHUTECA FOI UMA REFERÊNCIA PARA A BANDA DO COLÉGIO GONZAGA

Sob o comando de Carlos Roberto Mansur e com arranjos do maestro Motta, a Banda do Colégio Gonzaga, apresentou-se no Campeonato Nacional da Bandas, em São Paulo-SP, vencendo em 1972 e em 1973. No ano seguinte, não houve o certame, mas, em 1975, então com o maestro Luz, conquistou o tricampeonato brasileiro, uma vitória que jamais foi alcançada por nenhuma outra banda marcial.  Na sua volta a Pelotas, foi saudada euforicamente pela população e alvo de uma recepção das maiores que a cidade conheceu em sua história.

RETOMADA DA BANDA

Recentemente ex-integrantes rearticularam o retorno da banda, graças ao apoio da atual direção do Colégio Gonzaga, da mídia e de empresas privadas.

Confira o artigo de Ivon Carrico escrito com exclusividade ao site do Treze Horas:

ARTIGO – A BANDA DO GONZAGA