UCPEL DIVULGA SUA NOVA IDENTIDADE VISUAL

234
Na nova estética da universidade encontra-se uma história de superação e resiliência, necessárias para tornar a universidade uma referência. Foto: Paulo Rossi.

 Mudança no desenho da marca foi apresentada na quinta-feira (27) e reflete o novo momento vivenciado pela instituição

A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) divulgou na quinta-feira (27) sua nova identidade visual. Cores e tipografia foram atualizadas; o novo slogan “Juntos por novas possibilidades” perpassa os valores que marcam a história da instituição. A reformulação da marca representa uma revolução na comunicação, no propósito e no posicionamento estratégico da UCPel.

Na nova estética da universidade encontra-se uma história de superação e resiliência, necessárias para tornar a universidade uma referência — atualmente, a UCPel é a maior escola médica do estado. Para o superintendente de comunicação e marketing da universidade, Cleiton Decker, é importante que se coloque a nova marca dentro dessa trajetória de reinvenção, adaptação e inovação.

“Apresentamos um processo de transformação do modelo fiscal, da administração e, principalmente, do mundo acadêmico da instituição”, comenta Bachettini. Foto: Paulo Rossi.

A reformulação da universidade como instituição acontece desde 2012 com o início da gestão do atual reitor, José Carlos Pereira Bachettini Júnior. Ao comandar a universidade, o compromisso de exercer um novo modelo de trabalho dentro da UCPel foi assumido. “Apresentamos um processo de transformação do modelo fiscal, da administração e, principalmente, do mundo acadêmico da instituição”, comenta Bachettini.

Todas estas ações levaram a universidade a uma nova era. Ainda segundo o reitor, “a nova identidade vem representar este movimento, a transformação, o pertencimento, o fazer, de uma forma diferente, coisas qualificadas”, discorre. “Representa, sobretudo, a união de um grupo que acreditou e lutou por um propósito”, conclui.

Juntos por novas possibilidades

Uma frase emblemática proferida pelo chanceler da UCPel e arcebispo da Arquidiocese de Pelotas, Dom Jacinto Bergmann, em diversas oportunidades, permeia o conceito da nova comunicação da universidade, “o fazer juntos é divino”. Essa verbalização da marca transparece o conceito por trás de toda a reformulação, pontua o diretor de criação da agência Incomum, responsável pela nova identidade, Mauricio Silveira.

O coletivo também é ressaltado por Decker ao mencionar que a nova identidade não surge a partir de uma “ideia iluminada” de uma só pessoa. “Ela é fruto de um grande brainstorm coletivo, que trouxe um arcabouço de conteúdo substancial para que este projeto fosse desenvolvido”.

As novas possibilidades da UCPel estão inseridas dentro do contexto contemporâneo da educação. Investimentos em tecnologia e um olhar efetivo sobre as questões dos ambientes virtuais tornaram a universidade ainda mais acessível e moderna. “Incorporamos a tecnologia como ferramenta aliada à qualidade do ensino”, expõe o reitor. O Campus Digital, uma plataforma de ensino totalmente virtual, e os laboratórios de simulação implementados na UCPel, são exemplos da nova perspectiva da instituição.

Três pilares de sustentação

Durante encontro reunindo reitoria, diretorias e a equipe do Núcleo de Educação a Distância da universidade, além de grande parte dos colaboradores da agência de comunicação, foram discutidas conceituações e percepções sobre as mudanças e o trabalho em progresso. “Apresentamos tudo em que acreditamos enquanto pedagogia, enquanto instituição que serve à comunidade”, declara Decker. Como resultado dessa reunião, o briefing coletivo foi elaborado.

O processo foi muito importante e elucidativo, ressalta Silveira, para que a agência entendesse o cenário contemporâneo e a necessidade da transformação. “Essa dinâmica foi essencial para pensarmos em revolucionar, em propor uma coisa totalmente nova porque a universidade, hoje, é uma coisa totalmente nova”, declara Silveira.

Atualmente a UCPel se reconhece em três campi que norteiam as ações da instituição e orientaram a criação da marca: Campus Social, Campus Digital e Campus Mediador. A partir daí, três pilares foram traçados de modo a guiar o conceito do design e a comunicação.

O Campus Social, caracterizado pela pluralidade, a diversidade de pensamentos e as diferentes pessoas com as quais os alunos criam vínculo durante a graduação é representado pelo pilar “aproximar”. Já o Campus Digital, que trata da apropriação e do empoderamento da utilização da tecnologia para atualização do ensino, é o pilar “transformar”. O verbo “pertencer” foi responsável por representar o Campus Mediador, agente de troca entre alunos e professores, na busca por encontrar, desenvolver e acompanhar as competências que o estudante precisa para sua graduação ter qualidade.

O estudo sobre o redesign também levou em conta os hábitos de consumo tecnológicos do público da universidade. “O estudante consome marcas muito novas e cada vez mais digitais”, relata Silveira. “Por isso, temos cores mais constantes e chamativas, formas mais fluídas. Nossa vida hoje é muito rápida e muito dinâmica”, conclui.

Redação: Caroline Albaini

Fotos: Paulo Rossi