PADRE WILSON DA MOTA É O NOVO CAPELÃO DA UCPEL 

139
Pe. Wilson: “Vamos nos encontrar pela universidade e, naquilo que eu puder ajudar, vocês podem contar comigo. Vamos juntos, no mesmo tom.” Foto: Divulgação – Ucpel

Pároco da Igreja do Porto também ficará à frente das celebrações e ações religiosas realizadas pela universidade

Há uma nova presença nos corredores da Universidade Católica de Pelotas (UCPel): o padre Wilson da Mota, recém-empossado como novo capelão da instituição.

Como novo responsável pelos serviços e celebrações religiosas que ocorrem semanalmente nos Campi I e Saúde, padre Wilson se mostra disposto a construir uma bela jornada na UCPel. “Vamos nos encontrar pela universidade e, naquilo que eu puder ajudar, vocês podem contar comigo. Vamos juntos, no mesmo tom.”

No último dia 16, em um evento da UCPel, padre Wilson recebeu das mãos de Dom Jacinto Bergmann, arcebispo da Arquidiocese de Pelotas e chanceler da UCPel, a portaria de autorização da sua admissão.

Padre Matias Martinho Lenz, que foi capelão da Universidade por oito anos, precisou deixar o cargo por motivos de saúde e hoje reside em São Leopoldo, onde recebe atenção na Casa de Saúde dos Jesuítas.

O pároco nos concedeu ainda uma entrevista onde contou um pouco da sua trajetória e o que podemos esperar desse novo ciclo na Instituição.

UCPel – Padre, qual a sua origem?

Pe. Wilson da Mota – Sou natural de Unaí, Minas Gerais, noroeste do estado e nasci no dia 23 de março de 1982. Minha família mora, em parte, em Minas ainda.

UCPel – Como o senhor chegou em Pelotas?

Pe. Wilson da Mota – Dom Jacinto Bergmann era o coordenador nacional da Dimensão Bíblico-Catequética pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Através do acampamento Acamps, o qual ele fundou, nos conhecemos em Brasília, onde eu trabalhava como assistente espiritual em nível de Arquidiocese e nos tornamos amigos. Em 2014 estive em Pelotas para conhecer o trabalho feito por aqui e, desde 13 de março de 2015, trabalho na Arquidiocese da cidade. 

UCPel – O que mais te encanta no trabalho que exerce?

Pe. Wilson da Mota – Estar em contato com todo o povo de Deus, poder partilhar do evangelho e dessa boa nova. E saber que esta boa nova se estende às mais diversas pessoas, das mais diversas classes, culturas e conhecimentos. Porque a fé em Cristo permite que falemos com tudo e com todos. Eu acho que essa é uma das dimensões mais bonitas do trabalho. Não só em nível de paróquia, mas agora também começando esse trabalho na capelania.

UCPel – E aqui na Instituição, o que podemos esperar do seu trabalho?

Pe. Wilson da Mota – Quando colocamos a ciência a nosso serviço temos uma dimensão diferente. Isso é muito importante na vida e no trabalho em uma Universidade Católica — que aqueles que por aqui passarem não recebam apenas um canudo, um título. Isso é fácil, qualquer instituição pode nos dar um título. Passar pela UCPel tem que nos tornar mais humanos, temos de sair também com um título de humanidade. Aprender a ser humano a gente aprende com Jesus. Essa é a razão da nossa fé.