CENTRO HISTÓRICO DE PELOTAS PEDE SOCORRO

254
Última reforma foi em 2018 e entre os trabalhos aconteceu a substituição do piso e do mobiliário urbano | Foto: Janine Tomberg / Divulgação

O GABINETE DA PREFEITA PAULA MASCARENHAS FOI PALCO DE UMA REUNIÃO ENTRE A CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL E REPRESENTANTES DO SINDILOJAS PELOTAS, BEM COMO LOJISTAS E PROPRIETÁRIOS DE IMÓVEIS DA ÁREA CENTRAL

O encontro teve como objetivo principal discutir e buscar soluções para os problemas enfrentados no Calçadão Central de Pelotas e suas ruas adjacentes.Renzo Antonioli, presidente do Sindilojas Pelotas, destacou a importância do setor terciário, representando 60% do Produto Interno Bruto (PIB) de Pelotas. No entanto, expressou o descontentamento geral dos lojistas diante das condições atuais do centro da cidade, que já impactam negativamente nos faturamentos do comércio. “Sabemos das dificuldades, mas estamos tensos, desanimados e angustiados com a situação em que se encontra o centro de Pelotas”, afirmou Antonioli. Problemas como o bloqueio de ruas comerciais por eventos, a presença de moradores de rua nas proximidades das lojas, lixeiras transbordando de lixo, bueiros sem tampas, acidentes causados por calçadas danificadas e a presença de ambulantes foram destacados como principais pontos de preocupação.

Durante a reunião, os lojistas expressaram o desejo de participar de forma proativa na resolução dessas questões, contribuindo efetivamente para a melhoria do centro da cidade. A Prefeita Paula Mascarenhas, por sua vez, reconheceu a gravidade dos problemas apresentados e compartilhou informações sobre a atual situação financeira do município, ressaltando a perda de arrecadação e as limitações legais para o encaminhamento dos moradores de rua aos centros de acolhimento.Paula destacou as medidas que a Prefeitura tem tomado para enfrentar os desafios, mobilizando equipes e pedindo reforço nas fiscalizações. No entanto, admitiu que a administração municipal não consegue dar conta de todas as demandas de manutenção. Ela propôs uma responsabilidade compartilhada com os lojistas e a necessidade de uma campanha de conscientização sobre o descarte correto de lixo.Como resultado da reunião, ficou acertada a elaboração de um ofício pelo Sindilojas Pelotas e pela Prefeitura de Pelotas, detalhando os problemas apresentados e as possíveis soluções. Além disso, será criado um grupo de trabalho que se reunirá periodicamente para buscar alternativas concretas. Dentre as propostas, destacam-se a instalação de tampas de bueiros de concreto, evitando o furto, o reforço na fiscalização com ampliação do horário dos fiscais, a contratação de mão de obra para manutenção de jardins e pequenos reparos, e a promoção de ações educativas sobre o descarte adequado do lixo.Na reunião estiveram presentes, além dos membros do Sindilojas Pelotas, muitos lojistas e empresários da área central e o presidente do Secovi Zona Sul, Sérgio Cogoy. A união desses setores evidencia a importância da colaboração mútua para revitalizar e preservar o centro de Pelotas.