ARTIGO – ‘EU NÃO VENHO SÓ’

112

‘EU NÃO VENHO SÓ’

Ivon Carrico*

Há 60 anos, em 1963, o mundo tomou conhecimento, nos USA, de 02 acontecimentos que mudaram o rumo das gerações que chegariam logo depois, quais sejam: a) o discurso do Reverendo Martin Luther King – ‘I have a dream’; b) o assassinato do Presidente americano John Kennedy.

Ambos se destacaram pelas suas ações em prol da comunidade afro-americana, que ensejou – logo a seguir, já em 1964 – a Lei dos Direitos Civis naquele País.

Mas, tal como lá, aqui a escravidão, também, foi uma chaga social, que – ainda – nos envergonha e traz consequências.

Praticamente foi a partir do primeiro Governo do Presidente Lula que houve maior atenção para o assunto com as políticas afirmativas e de inclusão social, para reparar essa enorme dívida social do Estado brasileiro.

Entretanto, tenho que a recente Posse do Dr Gleidson Martins Dias, como primeiro Ouvidor-Geral da DPU/Defensoria Pública da União poderá ser – também – mais um marco nessa luta, eis que a DPU vai aonde não vão os regulares serviços do Estado. Ou seja, às minorias deste País.

Essa Posse é unica, não só pela primazia dessa primeira titulação, mas por ser um homem negro, de elevado nível intelectual e integridade e, ainda mais, quando o Senado aprovou a indicação do Dr Leonardo Cardoso de Magalhães para o cargo de Defensor Público-Geral Federal. Um homem, também, negro. Ambos detentores de espetaculares currículos e na promoção dos direitos humanos.

O Dr Gleidson, em sua brilhante peça de oratória ‘Eu Não Venho Só’, sem fazer qualquer remissão, lembrou o famoso discurso do Martin Luther King, acima referido. Destacou aqueles que o precederam no enfrentamento ao preconceito e à discriminação racial.

O novo Ouvidor-Geral, realmente, traz consigo mais do que uma simbologia ou um emblema. Grandes causas e movimentos estão juntos. Traz consigo a esperança de um mundo melhor, mais inclusivo, mais justo para milhões de brasileiros. Por isso, realmente, não está só.

*Ivon Carrico é pelotense, mora em Brasília, atuando na administração há quase 50 anos. Atuou na ANVISA e na Presidência da República. Brasília: 15/12/2023