ARTIGO – ÉRICO RIBEIRO: UM DEMORADO APLAUSO DO SUL DO RS!

737
Érico Ribeiro, no Salão Amarelo do edifício da Associação Comercial de Pelotas, onde é gerado o Treze Horas. Foto: Arquivo Treze Horas.

ÉRICO RIBEIRO: UM DEMORADO APLAUSO DO SUL DO RS!

Salão Amarelo
.
Lideranças regionais, durante um debate noturno com o Secretário da Agricultura Giovani Feltes, aplaudiram demoradamente o empresário Érico da Silva Ribeiro!
.
150 ANOS DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE PELOTAS.
45 ANOS DO DEBATE 13 HORAS
.
Foi um momento histórico: ao lado do secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, e diante de importantes lideranças regionais, Érico da Silva Ribeiro ouviu de Giovani Feltes: – Dedico este debate a um grande nome do Rio Grande do Sul, essa “marca registrada” do nosso Estado, o nosso “Rei do Arroz”, esse consagrado produtor dotado de um generoso coração, que qualifica esse nosso memorável encontro, o doutor Érico da Silva Ribeiro!
.
De imediato, demorados aplausos ao empresário que fez história na Metade Sul e em inúmeros outros lugares. Érico foi deputado estadual ao lado de Feltes, e depois deputado federal. Aos 86 anos de idade, ele não perde nenhum encontro em suas atividades empresariais e políticas. Informado de um 13 Horas com Giovani Feltes, durante um jantar em sua casa, na última quarta-feira, disse-me: – Estarei lá!
.
No seu partido, o PP, ele é o primeiro a chegar e o último a sair. Mesmo enfrentando algumas dificuldades de saúde, é incapaz de perder o bom humor: – Quando concorri a deputado federal, fiz um comício em Guaíba. E fui logo dizendo aos presentes que me sentia em casa naquela cidade. Ninguém entendeu a minha frase, num primeiro momento, mas insisti: Eu tenho certamente muitos parentes espalhados aqui em Guaíba, e sabem a razão disso? Meu bisavô é daqui, e teve 34 filhos. 15 filhos numa primeira etapa, mais 19 filhos depois. Ao final da vida, aos 84 anos de idade, ele ainda deixou a sua esposa grávida de duas meninas, e morreu antes do nascimento das filhas.
.
Em sua fala, num Salão Amarelo superlotado, prestou homenagem ao seu neto, Lauro Ribeiro Neto, pois o mesmo é dotado de grande capacidade administrativa, além de ser um “jovem exemplar” que ele aprecia muito.
.
Érico Ribeiro disse aos presentes que acompanhou toda a história do debate 13 horas, desde novembro de 1978, e que laços muito fortes de amizade o tornaram pessoa sempre muito presente no dia a dia dos estúdios do Banlavoura e da Associação Comercial de Pelotas.
.
Érico da Silva Ribeiro saudou o professor José Luís Marasco Cavalheiro Leite, “além de amigo, um debatedor muitíssimo qualificado desse 13 Horas, e de longa data”. E lembrou-se do “Freitinhas”, aquela figura diferenciada, um vulto brilhante do 13 Horas nos anos oitenta e noventa. (Luis Fernando Lessa Freitas, jornalista, empresário e historiador, falecido em 2001).
.