TRECHO SUL DA BR-116 PODERÁ TER MAIS PRAÇAS DE PEDÁGIOS

208
No ano passado, em entrevista ao Treze Horas, o Ministro dos Transportes, Renan Filho-MDB, havia falado das novas concessões no RS. Foto: Arquivo Treze Horas.

Enquanto autoridades e lideranças regionais travam batalhas contra governo, tribunal de contas, justiça e concessionária, o governo federal se prepara para a concessão de trechos da BR-116, o que poderá acarretar mais praças de pedágios no sul do RS. Ao invés de unificar o trecho Rio Grande/Porto Alegre e somente licitar após o fim do contrato da Ecosul, em 2026, o governo vai proporcionar mais pedágios à economia da região sul do estado. Em decreto publicado nesta 4ª feira (31.jan.2024) no Diário Oficial há a inclusão de 14 trechos de rodovias federais no PND (Programa Nacional de Desestatização), sendo 7 deles no RS e 2 na zona sul do estado. O PND foi criado na década de 1990. O programa tem como objetivo transferir para iniciativa privada a administração de estruturas públicas.

Eis os trechos no RS incluídos:

BR-116/RS: trecho entre os entroncamentos da BR-470 e RS-354 (para Amaral Ferrador);

BR-116/RS: trecho da 2ª Ponte sobre o Rio Guaíba;

BR-116/RS: trecho entre o Fim da Concessão (Ilha do Pavão) e o entroncamento da BR-290(B) (para Arroio dos Ratos);

BR-158/RS: trecho entre o entroncamento da BR-158 (km 304) e 13ª Companhia Depósito de Armamento e Munição de Itaara;

BR-158/RS: trecho entre os entroncamentos da BR-285 (para Panambi) e a BR-392(B) (Santa Maria);

BR-290/RS: trecho entre os entroncamentos da BR-471 (Pântano Grande) e a BR-392 (para São Sepé);

BR-392/RS: trecho do Acesso a Santana da Boa Vista ao entroncamento da BR-158(A)/287(A) (Santa Maria);