SEGUEM AS OBRAS DO PRONTO SOCORRO DE PELOTAS

175
Equipamentos vão garantir fornecimento de energia seguro – Fotos: Divulgação/Seplag

Chegaram os três geradores que vão dar o suporte de energia para o futuro Hospital de Pronto Socorro Regional de Pelotas (HPSR), em construção na avenida Bento Gonçalves. O conjunto dos equipamentos, no valor de mais de R$ 2,3 milhões, corresponde a 4% do orçamento total do projeto, sendo considerado o item mais relevante da obra no âmbito financeiro. Os geradores a diesel ocuparão instalações específicas no complexo hospitalar, entrando em funcionamento imediato sempre que houver falta de luz, garantindo a segurança dos pacientes e viabilizando o prosseguimento de atendimentos e procedimentos.

Os geradores são de fabricação da empresa Caterpillar Pesa de Piracicaba (SP) e a montagem do grupo motor gerador ocorreu em Curitiba (PR). Os três equipamentos foram transportados para Pelotas via rodoviária e o desembarque, na área do futuro Hospital, esteve cercado de todos os aparatos de segurança necessários e contou com acompanhamento técnico da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), que gerencia e fiscaliza a obra.

Como está o andamento da obra

O futuro Hospital de Pronto Socorro Regional de Pelotas, cuja construção, iniciada em abril de 2022 que deve ser concluída até abril de 2024, conta com investimento de cerca de R$ 59,5 milhões, com recursos do programa Avançar RS do Governo do Estado e da Prefeitura de Pelotas. O complexo ocupará terreno com cerca de 18 mil metros quadrados, com mais de 9,4 mil metros quadrados de área construída, sendo 1,5 mil metros de área reformada, onde atuava o Centro de Atendimento a Síndromes Gripais, e oito mil metros quadrados de ampliação – construção nova. Do projeto físico, já foram executados mais de 25%, correspondentes aos serviços de limpeza do terreno, demolições, instalação do canteiro, fundações (estacas, blocos e vigas), terraplanagem e superestrutura até o pavimento 3.

Atualmente, equipes atuam em diversas frentes, como na execução da superestrutura do pavimento 4, alvenarias, instalações hidrossanitárias, elétricas e de dados, e revestimentos.

O próximo passo será, na ampliação – prédio principal –, a conclusão da superestrutura dos pavimentos 4 e 5 e avanço nas alvenarias dos demais andares. Simultaneamente, haverá os serviços de instalações da infraestrutura hidrossanitária, elétrica e de dados na área de reforma.

Detalhes do projeto

Com 159 leitos, o HPSR prestará atendimento a urgências e emergências no âmbito da saúde pública da população de Pelotas e da região. Serão 121 leitos censáveis (para internação), divididos em dez de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulta, dez de UTI pediátrica, 11 de internação pediátrica e 90 de internação adulta.

No complexo hospitalar, haverá 39 leitos não censáveis, sendo 14 para o pronto atendimento adulto, oito para pronto atendimento infantil, quatro para diagnóstico por imagem e 12 para o centro cirúrgico. O secretário Roberto Ramalho informa que o HPSR terá cinco salas de cirurgia, uma de raio X, uma de tomografia, uma de ultrassonografia e uma de endoscopia.

O Hospital de Pronto Socorre Regional de Pelotas é considerado como hospital geral pelo Ministério da Saúde e disponibilizará atendimento especializado tipo II, recebendo pacientes de urgências e emergências, além de dispor de tecnologia e recursos humanos para casos clínicos e cirúrgicos.