MORRE O PROF. JOSÉ MARIA MARQUES DA CUNHA

328
José Maria Marques da Cunha dirigiu a Rádio Universidade por mais de 30 anos. Foto: Arquivo

Morreu a manhã desta quinta-feira, 25.05, o ex-diretor da Rádio da Universidade Católica de Pelotas, Prof. José Maria Marques da Cunha. Cunha estava internado em Porto Alegre, onde submeteu-se a uma cirurgia de abdome. Ele tinha 84 anos e foi diretor da RU desde a sua fundação seguindo-me por 44 anos, até 2012. José Cunha também ingressou na Universidade Federal de Pelotas na condição de Assessor Especial da Reitoria, e que posteriormente ocuparia as funções de  jornalista e  de  Diretor da Rádio Cosmos, a qual foi criador. O professor também foi Presidente do Clube Brilhante de 1986 a 1988, atuando até então como Secretário do Conselho Deliberativo do Clube.

Nos 30 anos do Treze Horas, José Cunha homenageou o programa! Foto: Arquivo.

Se, na vida, somos aconselhados a seguir nossa própria intuição, captando sinais e pensamentos que nos mostram toda a fôrça das palavras que traduzam sentimentos de  gratidão, reverência,   saudade e esperança, que os GESTOS MAIÚSCULOS de dois pioneiros do ensino superior, Delfim e Dom Antonio, ainda sejam capazes de nos ensinar a acreditar no futuro e a agradecer pelo nosso presente, POR TANTAS GRAÇAS, –   disse certa vez em um eventi na emissora da UFPEL aniversário da Universidade Federal de Pelotas. Na Universidade Católica de Pelotas foi convidado por Dom Antônio Zatera para ser o diretor da emissora.

SEPULTAMENTO

O velório do Prof. José Maria Marques da Cunha ocorrerá nesta sexta-feira, a partir das 8h estendendo-se até às 17h na Capela A-1 do Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, onde será sepultado.

NOTA DE PESAR

Nota de pesar, ex-diretor da Rádio Universidade José Maria Marques da Cunha 

Velório ocorrerá nesta sexta-feira (26) na Capela 1 do Cemitério Ecumêmico São Francisco de Paula

A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) lamenta o falecimento do ex-diretor geral da Rádio Universidade, professor José Maria Marques da Cunha. O velório ocorrerá nesta sexta-feira (26), das 8h às 17h, na Capela 1 do Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula.

Cunha esteve ligado à Rádio Universidade (RU) desde a sua fundação, em 1967. Permaneceu no comando da rádio até o ano de 2013. Foi idealizador do Festival Samba Jovem (ocorrido de 1969 a 1971), e também responsável pelo primeiro LP em vinil de Pelotas com composições de artistas locais. O famoso festival ainda foi responsável por divulgar os músicos Kleiton e Kledir.

Dentre algumas inovações que esteve à frente, consta a primeira transmissão internacional, em 1972, do Concurso Miss Universo, quando a pelotense Rejane Vieira da Costa concorreu ao título em Porto Rico. Depois disso, diversas reportagens internacionais foram realizadas, como eleições de papas e a queda do muro de Berlim.

Da mesma forma, tornou a RU uma das rádios pioneiras no Brasil ao transmitir sua programação pela internet. Também foi um grande incentivador do esporte amador e da cobertura dos acontecimentos locais. Incentivador da realização de eventos, levou a RU para cobrir diversas edições da Fenadoce e do carnaval pelotense. Ajudou a lançar o primeiro CD com os sambas-enredos das escolas de samba do município.

A pedido do ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Delfim Mendes Silveira, atuou para a criação da   Rádio Federal FM, tornando-se o seu primeiro diretor. Também foi fundador da Rádio Bra-Pel. Sua dedicação ao rádio foi reconhecida pela sociedade pelotense que o homenageou com o título de Cidadão Emérito de Pelotas.

O professor Cunha deixa a esposa Circe; os filhos Myriam, Paulo, Marcus e Marta; os netos Natália, Manu, Luiza, Lucca e  Matteo e os bisnetos Antônia e Amália.

A UCPel solidariza-se com familiares e amigos neste momento de luto.