QUEDA DOS JUROS: OPINIÃO DO PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO-RS

153
Presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Foto: Arquivo Treze Horas.

Comentário do presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, sobre a decisão do Copom em reduzir a taxa Selic para 12,75%:

A decisão do COPOM seguiu em linha com o esperado. Na reunião anterior, o COPOM já havia manifestado que, mantendo-se o cenário, era intenção do comitê preservar o ritmo de redução da taxa Selic nas reuniões posteriores. A inflação de agosto veio abaixo das expectativas, mostrando que há espaço para uma taxa Selic menor. Mesmo assim, é evidente que a taxa de juros real na economia brasileira permanece em território bastante contracionista.
.
Como temos apontado publicamente, as atividades que são mais sensíveis à dinâmica dos juros, como é o caso do comércio e da indústria, têm sentido fortemente os impactos da política monetária apertada aplicada. No entanto, também sabemos que os condicionantes para uma taxa de juros mais baixa se constroem, em especial, a partir de um cenário fiscal equilibrado, estabelecido principalmente sobre uma dinâmica sustentável das despesas públicas e de outras reformas que enderecem aumento da produtividade da economia brasileira no médio e longo prazo.
.