MEDICINA DA UCPEL 60 ANOS – Podcast

331
Pró-reitor Acadêmico da Universidade Católica de Pelotas, Prof. Ezequiel Megiato e o diretor da Escola de Medicina Dr. Cayo Otávio Moraes Lopes. Foto: Leonir Baade da Silva.

MEDICINA DA UCPEL 60 ANOS – Participações do Pró-reitor Acadêmico da Universidade Católica de Pelotas, Prof. Ezequiel Megiato e do diretor da Escola de Medicina Dr. Cayo Otávio Moraes Lopes – Podcast

MEDICINA DA UCPEL 60 ANOS

De 1962 pra cá, a Medicina da UCPel tornou-se a maior escola médica do estado. No caminho alguns percalços ocorreram, mas o objetivo maior, conforme lembra o reitor, José Carlos Pereira Bachettini Júnior, – de formar médicos tecnicamente capazes, de formação humana, preocupados com a questão social e com a população carente – nunca ficou em segundo plano. Foto: UCPEL

O Curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas completou 60 anos. Ao longo de seis décadas, foi responsável pela formação de mais de 4,3 mil médicos. A ousada ideia de Franklin Olivé Leite em criar o primeiro curso de Medicina da Zona Sul Rio Grande do Sul encontrou, no fundador da UCPel, Dom Antônio Zattera, o alicerce necessário para transformar o sonho em realidade. Estiveram no Treze Horas para falar sobre o tema, o Pró-reitor Acadêmico da Universidade Católica de Pelotas, Prof. Ezequiel Megiato e do diretor da Escola de Medicina Dr. Cayo Otávio Moraes Lopes. Nesta sexta-feira o Treze Horas Especial que aborda os 60º irá ao ar a partir da uma da tarde. Confira no AM 1160 ou em www.pelotas13horas.com.br .

De 1962 pra cá, a Medicina da UCPel tornou-se a maior escola médica do estado. No caminho alguns percalços ocorreram, mas o objetivo maior, conforme lembra o reitor, José Carlos Pereira Bachettini Júnior, – de formar médicos tecnicamente capazes, de formação humana, preocupados com a questão social e com a população carente – nunca ficou em segundo plano.

Para abrigar novo ciclo de 1080 alunos, número que será alcançado este ano, prédios e novos espaços estão sendo construídos no Campus Saúde. Com investimentos de R$15 milhões oriundos de recursos próprios, a instituição deverá ampliar em 100% a área construída no local que também é destinada ao atendimento da população via Sistema Único de Saúde (SUS).

Assim como na infraestrutura, os laboratórios do curso também receberam investimentos nos últimos anos. Com destaque a criação do Laboratório de Simulação Realística (Simlab), um dos mais modernos do país, que possui manequins de alta fidelidade e responsivos aos tratamentos ministrados. Destaque também para a mesa sectra, um grande tablet que auxilia a visualização de imagens diagnósticas para as ciências da saúde em 3D.