RIO GRANDE: INVESTIMENTOS DE R$ 192 MI E POTENCIAL PARA GERAR 242 NOVOS EMPREGOS

205
Em ato simbólico, o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio Grande assinaram, na quinta-feira (27), um contrato para a ampliação de três empresas no município. Juntas, a Latam Forest Brazil Indústria de Madeiras, a Vanzin Terminais e Serviços Aduaneiros e a AGM Operadora Portuária farão um investimento de R$ 192 milhões.

Estado assina contrato de cedência de área industrial em Rio Grande com as empresas Latam, Vanzin e AGM

Em ato simbólico, o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio Grande assinaram, na quinta-feira (27), um contrato para a ampliação de três empresas no município. Juntas, a Latam Forest Brazil Indústria de Madeiras, a Vanzin Terminais e Serviços Aduaneiros e a AGM Operadora Portuária farão um investimento de R$ 192 milhões. Quando estiverem operando a pleno, os três empreendimentos deverão gerar 242 novos postos de trabalho.

“Rio Grande implantou a Lei da Liberdade Econômica e hoje é a cidade do Brasil menos burocrática no processo de abertura de empresas. Além disso, temos parcerias como essa, com o Governo do Estado e a Portos RS, para a atração de novas empresas e para a expansão de negócios que já operam aqui. Fazendo isso, fomentamos o desenvolvimento, geramos empregos e criamos, pouco a pouco, a retomada de um ciclo virtuoso na economia local”, afirma o prefeito Fábio Branco.

O secretário de Desenvolvimento Econômico em exercício, Roger Pozzi, ressaltou a importância da parceria do Estado com as empresas gaúchas para viabilizar investimentos. “A vontade dessas empresas em investir no nosso Estado é que vai fazer o nosso Porto de Rio Grande crescer, é esse desejo e essa garra insistente que faz o Estado desenvolver e nesse caminho que vamos gerar emprego e renda para os gaúchos”, afirmou.

Os empreendimentos

Em uma área de quase 70 mil metros quadrados no Distrito Industrial, a Latam vai implantar uma unidade de produção de pellets de madeira ensacados. O investimento será de R$ 124 milhões e a expectativa é gerar 39 empregos durante a operação.

A Vanzin vai utilizar uma área de quase 200 mil metros quadrados, para ampliar a indústria de cavaco de madeira. Quando a planta estiver pronta, a expectativa é de que mil toneladas sejam produzidas diariamente no local. O terreno será utilizado, ainda, para estocagem de toras a céu aberto e para a construção de armazéns cobertos. O investimento previsto é de R$ 48 milhões, com geração de 167 novos postos de trabalho.

Já a AGM Operadora Portuária vai usufruir de um espaço de 47,9 mil metros quadrados. A área será destinada para a ampliação da empresa, com a produção de chips e pellets de madeira.

As empresas farão as adequações por meio do Programa Estadual de Desenvolvimento Industrial (PROEDI).