MINISTRO DOS TRANSPORTES DESTACOU OBRAS DO TRECHO DE CAMAQUÃ NA REUNIÃO COM A BANCADA GAÚCHA

138
Bancada do RS na Câmara Federal esteve reunida com o Ministro dos Transportes, Renan Filho, em Brasília. Foto: Clayton Rocha

O ministro dos Transportes Renan Filho-MDB, esteve reunido com a Bancada Gaúcha na Câmara Federal para tratar da duplicação do trecho sul da BR-116, uma bandeira do Treze Horas. O programa estava representado na reunião com o coordenador Clayton Rocha e Paulo Gastal Neto (ouça o programa desta quarta-feira).

Trecho importante para o tráfego da região. O acesso, no entroncamento com a RS-350, está localizado no km 402,9 da rodovia federal, no município de Camaquã. Foto: DNIT

Na oportunidade Renan destacou que as obras serão concluídas em 2024 e salientou que a travessia de Camaquã está recebendo atenção especial neste momento, em face do movimento de cargas, veículos e pedestres no local. Recentemente, dando continuidade às entregas das obras de duplicação da BR-116/RS, entre Guaíba e Pelotas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou mais um trecho importante para o tráfego da região. O acesso, no entroncamento com a RS-350, está localizado no km 402,9 da rodovia federal, no município de Camaquã. Com a liberação ao tráfego, a melhoria passa a oferecer aos usuários um trânsito mais seguro, além de reduzir o tempo de deslocamento para as cidades de Chuvisca, Dom Feliciano e Encruzilhada do Sul.

Muito aguardado por moradores e empresas da região, o acesso vai permitir que o motorista chegue à BR-116/RS, evitando o trânsito do perímetro urbano de Camaquã e o acréscimo de cerca de 2,5 quilômetros ao percurso. Além disso, a nova rota facilitará o escoamento da produção de alimentos e insumos agrícolas da região.

O Governo Federal investiu cerca de R$ 1,5 milhão no acesso. No local foram executados serviços de drenagens, aterros, pavimentação com base de macadame e de brita graduada, Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) e implantação de sinalização.
Recentemente em abril, o DNIT também entregou um trecho de 15 quilômetros duplicados entre o km 402 e o km 417,4, no lote 5 da BR-116/RS, melhorando o tráfego especialmente nesse ponto da rodovia. Dos 211,2 quilômetros do empreendimento, já estão concluídos e em operação 163,2 quilômetros.

Engenheiro Hiratan – Sup. do DNIT no RS, falando ao Treze Horas sobre a BR-116. Foto: Clayton Rocha

Importância – Entre Guaíba e Pelotas transitam em média na BR-116/RS 3,8 mil caminhões de carga e mais de 2,2 mil veículos de passeio. Com a implantação da duplicação, O Ministério dos Transportes, entrega aos gaúchos mais do que uma nova pista, já que o projeto inclui melhorias como travessias urbanas, ruas laterais, retornos operacionais, pontes, viadutos e passarelas. Ou seja, além de desenvolvimento, a obra trará mais segurança e organização ao tráfego interno das comunidades.

A BR-116 é maior rodovia do país e, no Rio Grande do Sul, é a principal via de acesso ao Sul do Estado e ao Porto de Rio Grande, sendo também um dos principais corredores de escoamento de produção entre o Brasil e o Mercosul.