ARTIGO – SABER FAZER E…FAZER SABER! TODA A IMAGEM FORTE SE REALIZA

111
SABER FAZER e… FAZER SABER!
TODA A IMAGEM FORTE SE REALIZA.
.
Por Clayton Rocha
.
Depois da duplicação da BR-116, o Debate 13 H já tem uma grande causa para defender em 2021, 2022, 2023, 2024 e 2025.
.
A SEGUNDA AVENIDA PELOTAS/LARANJAL!
.
Qual é o trecho mais curto e mais recomendado? Bem simples esta resposta: a obra da estrada (A avenida asfaltada) deverá começar diante do Santuário das Carmelitas, na Avenida Adolfo Fetter, cortando uma Granja e alcançando o arroio Pelotas, junto ao antigo Matadouro de Cavalos de Donald Marschall, região conhecida pelo nome de “Cacimba das Nações”, perto dos Biscoitos Zezé. (Valendo destacar que a ponte poderá ser estreita sem muita altura, para reduzir custos). A partir da “Fábrica de Biscoitos Zezé” a nova Avenida alcançará a Avenida Domingos de Almeida. (Duas serão as etapas, das Carmelitas ao arroio Pelotas; e do arroio Pelotas à Domingos de Almeida). A estrada (Avenida) terá – na totalização – menos de 8 quilômetros de extensão.
.
SE A VONTADE FAZ O CAMINHO, frase célebre de William Shakespeare, entendemos que a sorte está lançada! Pelotas resolverá – em curto espaço de tempo – um de seus principais problemas: dividir por dois o intenso tráfego de veículos na Avenida Adolfo Fetter!
.
Ao pelotense mais pessimista, um conselho necessário e um estímulo contagiante:- Não esperes esperando, espera vivendo, projetando e… executando! E se a felicidade está na atividade, como pregava Da Vinci, associemo-nos, todos, acima de cores partidárias e de vaidades inúteis, porque esta Pelotas do Século XXI depende de ousadias e de resultados, de ação permanente e de uma bendita ausência de conversa fiada.
.
Quanto ao resto, caro leitor, fica proibido a partir de hoje retroceder e se deixar vencer pela preguiça comunitária porque NÃO SE VOLTA ATRÁS SE A META É A ESTRADA! E se HOJE é um dia, AMANHÃ é SEMPRE.
_____________________________________
PROMESSA FEITA NA ALA COVID DO HOSPITAL.
.
A sonhada Avenida é uma ideia anotada na agenda de bolso em 26 de fevereiro de 2021 lá na Ala São Pedro, a “Ala Covid” da Sociedade Portuguesa de Beneficência, além de uma promessa feita a mim mesmo: – a de gastar o tempo que me resta abraçando causas de alto interesse comunitário, em nome de quem muito deve à Cidade de Pelotas.