ANTAQ RECEBE ESTUDO DE DEMANDA DEFINITIVO PARA FUTURA HIDROVIA BRASIL URUGUAI

92
Cerimônia aconteceu na sede da Embaixada do Uruguai em Brasília e contou coma  presença do Chefe do Escritório do RS na capital, jornalista Henrique Pires. Foto: DIVULGAÇÃO ANTAQ

Brasília 01/12/2023 – O governo uruguaio entregou ao diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), Eduardo Nery, o Estudo de Demanda definitivo para a implantação de um terminal hidroviário para o embarque de cargas agrícolas na futura hidrovia do Mercosul, que ligará Brasil e Uruguai. A entrega aconteceu na Embaixada do Uruguai, na sexta-feira, 1º de dezembro.

Embaixador do Uruguai Guillermo Valles entregou o estudo ao diretor-geral da ANTAQ, Eduardo Nery. Foto: DIVULGAÇÃO ANTAQ

O estudo elaborado por entidades privadas uruguaias, trata da instauração do terminal Tacuari, a ser construído às margens do Rio Taquari, na Lagoa Mirim, no Uruguai. Os dados subsidiarão a análise de demanda ao projeto para instalação e concessão da Hidrovia da Lagoa Mirim – Lagoa dos Patos.

Trarão também maior segurança jurídica e aumentarão a qualidade do estudo da concessão da hidrovia binacional. Em setembro deste ano, autoridades brasileiras e uruguaias haviam recebido documentos preliminares de demanda do terminal.

Além de contar com a presença diretor-geral da ANTAQ, a cerimônia contou com a participação do embaixador do Uruguai, Guillermo Valles, de representantes de entidades privadas, de representantes do governo Estadual do Rio Grande do Sul (RS) e do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura.

A concessão da Hidrovia da Lagoa Mirim – Lagoa dos Patos, também conhecida como hidrovia Brasil-Uruguai, é uma das prioridades da ANTAQ e está prevista no Plano de Geral de Outorgas (PGO) Hidroviário da Agência.

O projeto binacional de transporte hidroviário é constituído por trechos de sete rios e tem extensão total de 1.860 quilômetros. A navegação pelo canal fluvial permitirá o escoamento de cargas pelo Porto de Pelotas, liberando cargas por rotas no Oceano Atlântico.

Dragagem

Durante a cerimônia de entrega, o diretor-geral fez um discurso agradecendo o estudo e ressaltou a importância da união entre entidades privadas, ANTAQ, embaixada, Governo estadual e Federal.

Lembrou ainda que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), importante parceiro responsável por realizar as obras de implementação e dragagem da hidrovia, prevê a entrega do edital do projeto básico e de execução dos serviços até o próximo dia 15 de dezembro.

“Quanto mais apoiadores tivermos para este projeto, melhor. Estamos caminhando, mas não podemos ter um minuto de desatenção. Esse documento é muito importante para fazermos a nossa modelagem e seguir dentro do cronograma. O DNIT tem uma importante entrega para este mês para podermos seguir com essa pauta crucial para os dois países”, disse.

Já o embaixador do Uruguai, Guillermo Valles, ressaltou a importância do alinhamento das políticas públicas binacionais com o setor privado para a concretização da hidrovia que liga os dois países.

“Não há navegação se não houver terminal portuário. Esse estudo embasa ainda mais a necessidade de instalação desta hidrovia. É importante ressaltar ainda que a ANTAQ tem sido uma importante parceira para a concretização deste projeto. Estamos entre parceiros de um projeto fraterno e muito desejado tanto por entes públicos quanto privados”, disse.