MEMÓRIA DO TREZE HORAS: 30 ANOS DO PROGRAMA

427
Aspecto do Jantar no Restaurante Batuva

Em 6 de novembro de 2008 o Treze Horas completou 30 Anos. A programação que marcou a data foi no Restaurante Batuva, com a participação de diversos integrantes da equipe e colaboradores. O ‘Memória Treze Horas’ de hoje relembra algumas imagens deste dia que marcou mais um aniversário do programa.

TREZE HORAS

O Pelotas Treze Horas é um dos mais antigos programas de rádio do Brasil, ao estilo mesa de debates. O “Treze”, como é conhecido, apresentado diariamente pela Rádio da Universidade Católica de Pelotas, dura uma hora e meia – das 13h às 14h30min – e foi ao ar pela primeira vez no dia 6 de novembro de 1978. A ideia nasceu em Roma, durante o período do “Conclave” que elegeu o Papa João Paulo I. Até hoje o Treze Horas é apresentado pelo radialista e jornalista Clayton Rocha, tendo como principal assunto o cenário político de Pelotas.

ALGUNS ASPECTOS DO JANTAR NO RESTAURANTE BATUVA

30 ANOS DO TREZE

Neiff Olavo Gomes Satte Alam – de preto – integrante da equipe desde o primeiro programa. Ainda aparecem Afonso Dêntice da Silva (já falecido) e Ramacés Hartwig, em primeiro plano.
Um dos profissionais que marcou o rádio de Pelotas: Volnei Castro é homenageado no ar em transmissão direto do Batuva com Sergio Cabral ao celular. Ao fundo Johny Calegaro da Ecosul, uma dos mais antigos parceiros do Treze.
O programa, através de Clayton Rocha, recebe homenagem do estão diretor da Rádio Universidade, professor José Maria Marques da Cunha.
O decano dos colaboradores, dr. José Gomes Neto, foi o orador oficial dos 30 Anos.