MUSEU FARROUPILHA, A CASA DE BENTO GONÇALVES, COMPLETA 70 ANOS

668
Fachada do MHF, que possui em seu acervo um conjunto de peças de diferentes épocas e temas – Foto: Ascom Sedac

Museu Histórico Farroupilha celebrou 70 anos de história no último sábado

O Museu Histórico Farroupilha (MHF), localizado em Piratini, completou 70 anos de fundação no sábado (11/2). Instituição da Secretaria da Cultura (Sedac), o museu guarda um significativo acervo referente à Revolução Farroupilha (1835-1845), além de peças de diferentes épocas e temas. O prédio do MHF é uma construção de 1819, conhecida como Solar dos Meirelles, e sediou o Ministério da Guerra da então República Rio-grandense, comandada pelo general Bento Gonçalves da Silva.

“O Museu Histórico Farroupilha integra o belo conjunto arquitetônico de Piratini, tombado pelo patrimônio histórico em âmbito estadual e nacional. De 2019 a 2022, sua sede passou por diversas intervenções para qualificar a estrutura e os espaços expositivos”, explica a secretária de Estado da Cultura, Beatriz Araujo. “O acervo foi duplicado com a doação de novos itens relacionados à Revolução Farroupilha e a reserva técnica foi reformulada e ampliada. Aos 70 anos, o museu está rejuvenescido e em melhores condições para acolher o público.”

Nos próximos meses, o MHF passará por nova obra de conservação do prédio, que está em processo de licitação no valor de R$ 761 mil – disponibilizados pelo programa Avançar na Cultura, do governo do Estado. Estão previstas a revisão da cobertura, pintura interna e externa das alvenarias, revisão das esquadrias de madeira, revisão elétrica, recuperação pontual de pisos e substituição de luminárias, entre outras ações.

 O Museu

O MHF foi criado no governo de Ernesto Dornelles, em 1953. Entre as peças que integram o acervo, estão objetos pessoais do general Bento Gonçalves, telas sobre a Revolução Farroupilha, mobiliários do século 19, moedas do período colonial até os nossos dias, objetos do cotidiano, máquinas de costura, xícaras, talheres, palmatórias, armas, vestuários e imagens sacras.

Coleção TcheVoni

Em setembro de 2021, o MHF passou a contar também com uma coleção que reúne mais de mil itens sobre o período farroupilha, doada pelo colecionador Volnir Júnior dos Santos, mais conhecido como TcheVoni. O acervo reúne livros, espadas, balas de canhão, documentos, moedas e itens comemorativos à revolução.

Na ocasião, também foi realizado o descerramento da obra artística “Fuga de Anita Garibaldi a Cavalo”, de autoria de Dakir Parreiras (1894–1967), restaurada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), por um acordo de cooperação técnico-científico firmado entre a Sedac e a UFPel, em 2019.

Serviço

Data: 11/02
Horário especial de aniversário: 13h30 às 17h
Após, haverá apresentações do Grupo de Artes “EncenAção”, com reservas feitas pelo WhatsApp (53) 99910-3837, com entrada gratuita

Texto: Silvia Martins/Ascom Sedac
Edição: Secom