ARTIGO – O QUE CONECTA O PANAMÁ E DUBAI?

182

O QUE CONECTA O PANAMÁ E DUBAI?

Cidade do Panamá – 16.10.2023

Ivon Carrico*

A formação e a consolidação do Panamá foi uma tarefa conquistada a duras penas visto os tantos períodos de conturbação e instabilidade social e política na Região.

A construção do Canal, no início do Século passado, foi o ápice desse processo que, supostamente, daria a maioridade à Nação, recém formada. Não foi – entretanto – o que ocorreu, diante da tutela americana sobre a Zona do Canal que perdurou até o limiar do Século XXI.

Afora isso, nas décadas de 1960/70/80 o Panamá foi tomado por governos corruptos e incompetentes.

A figura do General Noriega, à frente da Presidência da República, na década de 1980, foi o coroamento desse difícil período. Daí que os Estados Unidos invadiram o País e o destituíram do Cargo presidencial.

Após a devolução do Canal aos Panamenhos, no início deste Século, e a sucessão de governantes comprometidos com o País o Panamá teve um ‘up-grade’ nos seus indicadores socioeconômicos.

Difícil imaginar esse elevado grau de desenvolvimento, considerando que até 40 anos o Panamá estava inserido no rol das famigeradas ‘repúblicas de bananas’.

Também, a título de comparação, há 40 anos Dubai era um entreposto de pesca artesanal na costa do Golfo Pérsico. Hoje, um afortunado ponto empreendedor naquelas paragens.

O desenvolvimento do Panamá e de Dubai é bastante intrigante. Aqui, alguns vão falar: Dubai é fruto da exploração de petróleo. E daí? A Venezuela está assentada sobre um lençol petrolífero e é um país miserável. E, o Panamá- por sua vez – está também rodeado de outros tantos países miseráveis.

Comparando esses 02 pequenos países com o nosso Brasil, indago: o que nos falta para atingir essa mesma maioridade?

*Ivon Carrico é pelotense, mora em Brasília, atuando na administração há quase 50 anos. Atuou na ANVISA e na Presidência da República. Brasília: 20/09/2023