SAGRES AGENCIAMENTOS MARÍTIMOS – PRESENTE NA LOGÍSTICA DOS PORTOS DO PAÍS

360
A Sagres Agenciamentos Marítimos foi fundada em outubro de 2002. Em fevereiro de 2010, em função das oportunidades e necessidades de crescimento, parte da empresa foi adquirida pelos grupos Ultramar/Chile e Schandy/Uruguai, consolidando a participação no mercado. Foto Nauro Júnior.

A Sagres Agenciamentos Marítimos foi fundada em outubro de 2002. Em fevereiro de 2010, em função das oportunidades e necessidades de crescimento, parte da empresa foi adquirida pelos grupos Ultramar/Chile e Schandy/Uruguai, consolidando a participação no mercado. A empresa atua no ramo de navegação, principalmente nos seguintes segmentos:

  • Agenciamentos marítimos;
  • Operações portuárias;
  • Manuseio de carga/THC e armazenagem;
  • Centro de Processamento de Veículos – VPC;
  • Locação de equipamentos;
  • Logística internacional;
  • Serviços industriais;
  • Terminais:
  • TLRG – Terminal Logístico Rio Grande;
  • TLP – Terminal Logístico Pelotas;
  • TLG – Terminal Logístico Guaíba.

A Sagres Agenciamentos Marítimosa está presente nos portos de Rio Grande, Pelotas, Guaíba, Porto Alegre e Imbituba, com escritórios próprios em cada um desses portos. Nossos principais clientes são exportadores e importadores, bem como armadores de embarcações de navegação de longo curso, interior e cabotagem. Os diferenciais da empresa estão no know how das operações logísticas de exportação/importação de mercadorias e na competitividade do modelo operacional praticado.

A revitalização do Porto de Pelotas contou diretamente com a participação da Sagres e vem gerando bons frutos para o mercado de trabalho. As operações no Terminal de Toras proporcionaram centenas de novos empregos diretos e indiretos. A contratação de mão-de-obra local foi uma das premissas do projeto de fomento à hidrovia que tem a frente a Sagres Agenciamentos Marítimos e CMPC e contou ainda com investimentos em obras de melhorias na orla portuária. As empresas aliadas ao projeto fazem coro aos dados positivos, como a BBM Logística, responsável pelas operações de transporte e carregamento de toras. Com sede no município de Capão do Leão, a empresa movimenta a região com os investimentos de infraestrutura – que ultrapassaram R$ 1 milhão.

Em relação as obras realizadas pela Lamb Engenharia, no Terminal de Toras, além de mão de obra foram necessários suprimentos, ferramentas, equipamentos e serviços. Para enfatizar a preferência pelos locais, a CMPC organizou “Rodada de Negócios”, com o objetivo de elencar fornecedores de materiais e serviços prioritariamente de empresas de Pelotas. Enquanto isso, a seleção para o preenchimento de vagas foi feito através do SINE de Pelotas e Capão do Leão, com postos de trabalho para diversos segmentos, desde apoio e carregamento na região florestal, transporte, administrativo até operação portuária.

PORTO DO RIO GRANDE CONTA COM GUINDASTE PARA ATÉ 100 TONELADAS

A Sagres Agenciamentos Marítimos conta com um guindaste de última geração em Rio Grande. O equipamento é utilizado na descarga de barcaças de celulose nas operações coordenadas pela empresa no Porto do Rio Grande. O presidente da CMPC Celulose Riograndense, Maurício Harger, ressalta a importância do equipamento para o aumento da produtividade e eficiência das operações da empresa. “Desejamos sucesso a estes parceiros que há tantos anos operam junto à CMPC, que investem constantemente em infraestrutura para o aumento de produtividade, que é o que almejamos”, ressaltou

O equipamento da marca Konecranes/Gottwald tem capacidade para até 100 toneladas, com alcance de 46 metros. Um dos diferenciais do novo guindaste é a maior agilidade, com menor consumo de combustível

A eficiência operacional do guindaste permite a movimentação de 500 toneladas de celulose por hora. Investimentos deste porte ampliam ainda mais a capacidade de competitividade. O guindaste foi importado da Europa e opera no Porto do Rio Grande desde 2018.

PARCERIA COM O TREZE HORAS

A SAGRES AGENCIAMENTOS MARÍTIMOS tem um histórico de longa data junto ao Treze Horas. Os dois caminham lado a lado no que diz respeito as matérias que proporcionem uma melhor qualidade de vida na Zona Sul do Estado e que se invista em melhorias em toda a região. Neste momento a SAGRES está apoiando o Projeto Memória do Treze Horas! Ajudando no resgate de milhares de fotografias, imagens, do acerto fotográfico do Treze Horas que somente no período do programa conta com 42 Anos de material, afora outras fotografias que foram doadas ao programa contendo imagens históricas e de momentos raros da política nacional. A SAGRES, plenamente integrada com a importância deste material, está ao nosso lado neste trabalho de resgate e que já está sendo publicado aqui no site – www.pelotas13horas.com.br – aba: fotos.