PREFEITA DESMENTE INFORMAÇÕES FALSAS SOBRE BOMBAS E DIQUES

387
Barreiras de contenção que recebem reforços – Foto: Michel Corvello

A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, fez uma live no fim da tarde desta sexta-feira, 10.05, para desmentir as notícias falsas que circulam por compartilhamento nas redes sociais de diversas pessoas, que diziam que as bombas adicionais custeadas pela iniciativa privada e mais a elevação do dique leste, seria para beneficiar apenas um grupo de pessoas ou parte da cidade. A ação promovida por empresários, parte deles do setor do arroz, com larga experiência em taludes, bombeamento, elevação de água, diques, é lastreada por seus pares da área urbana e outros setores, técnicos da área hídrica do Sanep, e universidades, para contenção de inundação de toda a cidade.

Em entrevista ao Treze Horas o empresário Fabiano De Marco explicou pacientemente a estrutura proporcionada, através de iniciativa conjunta entre empresários, poder público, Sanep, militares e pessoas da população em geral, que poderá beneficiar todos independente de classe social.

Para lembrar: O Treze Horas não veicula notícias falsas nem promove o sensacionalismo, diretriz seguida pelo seu coordenador, jornalista Clayton Rocha, há mais de 45 anos.

RESUMO LIVE

* A informação sobre as bombas retirando água do canal São Gonçalo para descartar em outras áreas da cidade é falsa. O dique protege os bairros ao longo do Canal São Gonçalo.

* Em Pelotas, as casas de bombas enfrentam o excesso de água das chuvas. Empresários doaram cinco bombas adicionais para a Casa de Bombas Leste para enfrentar esse problema.

* Também é falso que a ponte do Laranjal esteja interditada. Equipes de trânsito estão bloqueando parcialmente a área devido à água na avenida Ferreira Viana, não afetando no trânsito da região.

Boletim Prefeitura
Abrigados: 632 pessoas

Z3 – 60 famílias – 158 pessoas
Laranjal – 30 famílias – 141 pessoas
AABB – 42 família – 127 pessoas
ESEF – 51 famílias – 132 pessoas
CAVG – 11 famílias – 23 pessoas
Terezinha FC – 5 família – 21 pessoas
Cenáculo – 10 famílias – 30 pessoas

Medição
Canal São Gonçalo: 2,76 metros

  • até agora, tudo está dentro do previsto;
  • estimativa é de que em pontos do balneário Valverde a água chegue à marca de 1,70 metro, enquanto no Santo Antônio o número deve ser de 1,30 metro;
  • no Laranjal, alagamentos podem acontecer em velocidades diferentes do projetado, a depender do regime de ventos;
  • no pior cenário projetado, os alagamentos devem acontecer também nas avenidas Ferreira Viana e Adolfo Fetter, com lâminas de água de 63 e 51 centímetros, respectivamente;
  • é impossível prever quando a água entrará no Porto;
  • partes do Porto podem ter alagamentos de até 1,30m;
  • ponte do Laranjal não corre risco, assim como a Barragem do Santa Bárbara, que é impossível de ser atingida.
  • Canal São Gonçalo – Medições desta sexta (10)

    6h – 2,69 metros
    7h – 2,70 metros
    8h – 2,70 metros
    9h – 2,71 metros
    10h – 2,74 metros
    11h – 2,74 metros
    12h – 2,72 metros
    13h – 2,74 metros
    14h – 2,74 metros
    15h – 2,74 metros
    16h – 2,76 metros
    17h – 2,74 metros
    18h – 2,76 metros
    19h – 2,76 metros
    20h – 2,75 metros
    21h – 2,75 metros

  • Medição atualizada SÁBADO 11.05(7h)
    Canal São Gonçalo: 2,74 metros