MORRE EX-PROVEDOR DA SANTA CASA DE PELOTAS PAULO PORTO GONÇALVES

391
Paulo Porto Gonçalves participando do Treze Horas, na condição de Provedor da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas.

Santa Casa de Misericórdia de Pelotas

MORRE EX-PROVEDOR PAULO PORTO GONÇALVES
.
Faleceu ontem, em Pelotas, o ex-Provedor da Santa Casa dr Paulo Porto Gonçalves, 79 anos. Natural de Cerrito, fez carreira no Banco do Brasil, atuou em sua banca de advocacia e desempenhou importantes atividades administrativas em Pelotas. Incansável com as causas assistenciais, dedicou-se por inteiro à Santa Casa de Pelotas. Liderou inúmeras Campanhas comunitárias e sua voz sempre foi ouvida em delicadas questões da saúde pública na cidade e na Zona Sul. Ele foi Provedor da Santa Casa no período maio de 2015/março de 2017.
.
Casado com Dona Maria Regina Gonçalves, o casal tem cinco filhos: Paulo Ricardo, 56 anos; Alcione, 54; Daniel, 41; Rafael, 39; e Luciano, 32 anos. Paulo Porto Gonçalves atuou durante mais de 30 anos no Banco do Brasil e na advocacia. Aos 9 anos de idade mudou-se para Pelotas, vindo do Cerrito. Era sobrinho do ex-prefeito Vítor Marques Porto, eleito em Canguçu e depois em Pedro Osório, e que era irmão de sua mãe Ema Marques Porto. Ele tinha um grande orgulho de Vítor Marques Porto, que construiu uma das mais marcantes carreiras políticas nos dois municípios.
.
A DOENÇA
Muito discreto e inteiramente ligado à sua família, Paulo Porto Gonçalves combateu a doença sem deixar a sua residência. Ele vinha obedecendo a rigoroso tratamento médico desde 2018 e só saiu de casa para ser submetido a um procedimento cirúrgico por conta de um câncer de pâncreas. Ele faleceu ontem, sábado, em sua casa, às 23:30 horas. O velório foi realizado neste domingo, das 13 até às 16 horas, e seu corpo será cremado nas próximas 48 horas.
.
Aposentado desde 2015, Paulo Porto Gonçalves tinha um irmão e duas irmãs. Orgulhava-se de seus 11 netos, todos eles muito ligados ao Avô. Em sua vida soube valorizar, e muito, os laços da boa amizade, e era vulto por demais conhecido em Pelotas e no Sul do Estado. Paulo Porto Gonçalves costumava recordar passagens de sua meninice no Cerrito, o berço de sua história, e preservou inúmeros laços afetivos com o antigo distrito de Canguçu, depois sede do município de Pedro Osório e, por último, município do Cerrito. (CR).