INAUGURADA NOVA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA

1302
A estrutura do complexo São Gonçalo inclui uma unidade de captação de água bruta com Estação de Bombeamento de Água Bruta (Ebab). Foto: Divulgação – Sanep

Município inaugura ETA São Gonçalo

Uma das grandes obras de infraestrutura em Pelotas nos últimos anos é entregue à população e amplia expressivamente o sistema de abastecimento de água

A Estação de Tratamento de Água (ETA) São Gonçalo foi oficialmente entregue à população de Pelotas na noite de sexta-feira (5). A prefeita Paula Mascarenhas e o governador Eduardo Leite conduziram a inauguração da unidade de abastecimento, capaz de tratar 500 litros de água por segundo. O investimento para concretizar o projeto foi superior a R$ 63 milhões — entre recursos do governo federal e contrapartida do Sanep. O evento foi realizado na praça Piratinino de Almeida, onde está situado o reservatório R1. A caixa d’água mais antiga, patrimônio histórico e cultural do município, foi reativada e integra o sistema de distribuição da água tratada na nova ETA.

O governador Eduardo Leite prestigiou a inauguração da ETA. Foto: SECOM – PMP

Em seu discurso, a chefe do Executivo Municipal pontuou que a ETA São Gonçalo une a história e a cultura da cidade com a capacidade empreendedora e o olhar para o futuro. “Parabenizo o Sanep, esta autarquia que nos orgulha tanto, em especial, a equipe que trabalhou incansavelmente e fez acontecer a maior obra de infraestrutura deste século, aliando tradição e inovação”, destacou Paula.

O governador do Estado salientou a importância de evidenciar os grandes marcos na história dos municípios gaúchos. “A ETA São Gonçalo é uma grande conquista, a qual tenho o privilégio de ter a minha parcela de contribuição, ao dar início às obras enquanto prefeito de Pelotas”, relembrou Leite.

Visita técnica às instalações da ETA São Gonçalo
À tarde, as autoridades visitaram as instalações da ETA São Gonçalo — localizada na avenida Eliseu Maciel, no município de Capão do Leão. No espaço, Paula e a diretora-presidente do Sanep, Claudelaine Coelho, vistoriaram os equipamentos responsáveis pelo tratamento de água, laboratórios de análises e o sistema de automação, que permite controlar toda a operação remotamente.

A estrutura do complexo São Gonçalo inclui uma unidade de captação de água bruta com Estação de Bombeamento de Água Bruta (Ebab). Dois quilômetros de tubulação conduzem a água até a planta de operação, onde é tratada. Então, são mais oito quilômetros de redes para levar água potável até o reservatório R1, de onde começa a ser distribuída até as residências. No percurso, os canos atravessam o canal Santa Bárbara, o arroio Moreira e a viação férrea de Pelotas.

Tecnologia e simbolismo
Para representar a chegada da água até o reservatório R1, a autarquia contou com o apoio da tecnologia. A caixa d’água “encheu” através de projeção mapeada, após as autoridades acionarem com um botão à frente do palco. Paula, Leite e Claudelaine molharam as mãos e, assim, estrearam a nova unidade de abastecimento.

Impacto no sistema de distribuição
Diretamente, a ETA São Gonçalo conduzirá a água tratada até o reservatório R4, na rua Andrade Neves, além do R1. Juntos, eles atendem todo o bairro Centro. Na prática, a injeção de 500 litros de água por segundo qualificará o abastecimento de toda a cidade, já que o sistema inteiro é conectado. As demandas das ETAs Santa Bárbara e Sinnott serão menores, possibilitando ampliar a oferta de água, também, para outros bairros, como Areal, Fragata e Três Vendas.

De acordo com Claudelaine, os moradores do Laranjal também serão diretamente beneficiados pela entrada em funcionamento da nova unidade. Atualmente, o Sanep mantém a ETA Móvel, onde é tratada a água distribuída a todo o bairro. “A ETA São Gonçalo possibilitará reorganizar o sistema de abastecimento, atendendo os balneários com eficiência e viabilizando a utilização dos contêineres móveis de tratamento como suporte para a ETA Santa Bárbara em ações de manutenção e recuperação”, explicou a gestora.

Quinto ponto de captação em Pelotas
O sistema de abastecimento do município utiliza água bruta proveniente das represas Moreira e Quilombo, do arroio Pelotas e da barragem Santa Bárbara. A partir de agora, o Sanep passa a utilizar como ponto de captação, também, o canal São Gonçalo. O manancial faz a ligação entre a Lagoa dos Patos e a Lagoa Mirim e possui elevado potencial de aproveitamento de água tratável.

Também estiveram presentes no evento de inauguração a secretária estadual de Cultura, Beatriz Araujo, o vice-presidente da Câmara Municipal, Paulo Coitinho (Cidadania), os vereadores Carlos Junior (PSD), Cristiano Silva (PSDB), Jone Soares (PSDB) e Michel Promove (PP), e os ex-diretores-presidentes do Sanep, Alexandre Garcia e Michele Alsina, além do representante do Consórcio Enfil/Onix/AGR, responsável pela obra, Guilherme Alves.