EQUIPES INTENSIFICAM AÇÕES APÓS FORTES CHUVAS

136
Considerando a gravidade dos impactos à comunidade pelotense, as equipes do Município atuaram, durante toda madrugada desta sexta-feira (8), no atendimento à população e na desobstrução de vias alagadas. Foto Rodrigo Chagas

A Prefeitura de Pelotas segue atuando de forma integrada com as forças de segurança, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Brigada Militar, na reestruturação da cidade e nos atendimentos necessários em decorrência das fortes chuvas que atingiram o município, entre a noite de quarta (6) e a madrugada desta sexta-feira (8). De acordo com os pluviômetros do Sanep, ao todo, foram registrados 152mm de chuva, volume que obstruiu vias e causou problemas em algumas localidades. Em razão do temporal, já sobe para 18 o número de famílias que ficaram desalojadas ou desabrigadas.

Prefeita Paula Mascarenhas avalia danos causados pelo temporal. Foto Rodrigo Chagas

Considerando a gravidade dos impactos à comunidade pelotense, as equipes do Município atuaram, durante toda madrugada desta sexta-feira (8), no atendimento à população e na desobstrução de vias alagadas. Uma Sala de Situação, composta por todos os serviços da Prefeitura, foi montada junto ao Corpo de Bombeiros, a fim de unificar os chamados no 193 e agilizar o atendimento.

Equipes da Secretaria de Assistência Social (SAS) e da Defesa Civil orientaram as famílias desalojadas e encaminharam os desabrigados para os abrigos do Município. Além da distribuição de cobertores e agasalhos, as pessoas em situação de rua, juntamente com seus animais de estimação, foram acolhidas na Casa de Passagem.

No que refere-se ao reparo das vias mais afetadas pelo volume das chuvas, equipes do Sanep e da Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui) seguem atuando no escoamento dos locais a partir do recolhimento de resíduos e da desobstrução de tubulações afetadas pelo descarte incorreto de lixo.

As chuvas ocorridas nas últimas horas, associadas aos 63mm de chuvas já registrados nos primeiros dias setembro, contribuíram para a elevação dos níveis dos canais de escoamento, provocando uma elevação superior à quantidade que a barragem tem condições de armazenar. Tal situação faz com que o excesso de água transborde pelo seu extravasor natural, que é o vertedouro.

Essas águas, por um canal auxiliar, atingem o canal Santa Bárbara, tendo como destino final o São Gonçalo. É importante ressaltar que a barragem Santa Bárbara não possui sistema de comportas, como vem sendo mencionado, mas sim um vertedouro, o qual realiza esse papel sem nenhum tipo de intervenção.

Mesmo com a parada da chuva, alguns locais ainda apresentam regiões alagadiças. Para minimizar os impactos causados pelo temporal na cidade, a Prefeitura de Pelotas mantém as equipes atuando na rua e o pleno atendimento à população. Em caso de emergência os cidadãos podem entrar em contato pelo 153, da Guarda Municipal, pelo 193, do Corpo de Bombeiros, ou pelo 190, da Brigada Militar.