DEPUTADOS ESTADUAIS DO RS TOMAM POSSE E ELEGEM NOVA PRESIDÊNCIA NESTA TERÇA-FEIRA

145
Nova composição da Assembleia Legislativa toma posse nessa terça-feira | Foto: Fabiano do Amaral

Composição da Assembleia Legislativa tem mais de 40% de renovação, grupo maior de independentes e mais desafios ao governador reeleito

A 56a. Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul toma posse em solenidade na tarde desta terça-feira. Com mais de 40% de alterações em relação àquela que encerrou o período passado, a composição traz novidades, como a primeira bancada negra. Além disso, deverá apresentar maior desafio ao Executivo. Isso porque a soma dos deputados que integram a situação é de 30 parlamentares, número insuficiente para aprovar, por exemplo, uma proposta de emenda à Constituição (PEC). E destes, um é Vilmar Zanchin (MDB), que assume a presidência do parlamento no primeiro dos quatro anos, não votando, exceto em caso de desempate.

Além disso, na própria base há parlamentares que não apoiaram Eduardo Leite (PSDB) no período eleitoral, caso de grande parte da bancada do PP e de Patrícia Alba (MDB), que estavam com Onyx Lorenzoni (PL), candidato derrotado. Embora o governo considere a eleição como águas passadas e tenha feito movimentos para apaziguar os ânimos, a busca por margens seguras em eventuais votações polêmicas deve ocorrer naquelas bancadas denominadas independentes. É o caso do Republicanos e do PL, cada uma com cinco deputados assumindo hoje, bem como do Novo, que terá um assento. Com 11 votos, as siglas poderão ser o fiel da balança em projetos que necessitem de maioria qualificada, visto que o campo da esquerda foi ampliado no último pleito.

A oposição ao governo contará com 14 deputados. A maior bancada segue sendo a do PT, que ampliou o número de parlamentares para 11. Soma-se a deputada Bruna Rodrigues, do PCdoB, partido que está na federação, fazendo com que a bancada atue como única. Além deles, o PSol terá duas cadeiras.

Saiba como será a solenidade

A posse ocorre em sessão solene, às 14h, dirigida pelo atual presidente Valdeci Oliveira (PT), deputado reeleito. Ele fará a leitura do compromisso regimental, que é ratificado por cada um dos deputados dizendo “assim o prometo”. A seguir, Valdeci irá se despedir em pronunciamento e, após, ocorre a eleição da mesa. Por meio de um acordo, Vilmar Zanchin (MDB) deverá ocupar a presidência. Ele precisa receber no mínimo 28 votos. Depois, o novo presidente assume e faz o pronunciamento de posse.