CEEE GRUPO EQUATORIAL SEGUE TRABALHANDO PARA RESTABELECER CLIENTES SEM ENERGIA NA ZONA SUL DO RS

215
A companhia segue trabalhando, com mais de 500 equipes em serviços para a regularização dos casos mais complexos e individuais que ainda aguardam reparo. Foto: Divulgação.

CEEE Grupo Equatorial Energia segue comprometida em restabelecer clientes sem energia

Regiões Metropolitana e da Campanha já operam em normalidade

Na manhã de quarta-feira (19), a CEEE Grupo Equatorial Energia informa que trabalha para o restabelecimento da energia elétrica a 4 mil clientes. As regiões Sul, Litoral Norte e Centro-Sul não normalizadas foram as mais afetadas pelo ciclone extratropical de grandes proporções, iniciado na quarta-feira (12). Cerca de 711 mil consumidores, ou 99,5% do total, já estão com energia, assim como as regiões Metropolitana e da Campanha, que operam em normalidade.

A companhia segue trabalhando, com mais de 500 equipes em serviços para a regularização dos casos mais complexos e individuais que ainda aguardam reparo. Há também, uma atuação conjunta com as prefeituras e órgãos responsáveis para a regularização de intercorrências que não são da responsabilidade da CEEE Grupo Equatorial Energia, como retirada de árvores e liberação do trânsito.

Orientamos aos clientes que ainda estejam sem luz para registrar ocorrências por meio dos seguintes canais de atendimento:

– Whatsapp Clara (51) 3382-5500, para solicitar religação e informar falta de energia (basta adicionar o telefone à sua lista de contatos);
– Site ceee.equatorialenergia.com.br;
– Teleatendimento: 0800 721 2333;
– Para falta de energia, SMS 27307, que deve ser preenchido com a palavra LUZ e o número da Unidade Consumidora (UC), encontrado no canto superior direito da fatura de energia.

As regiões e cidades sem energia são as seguintes:

– Sul: 2,3 mil (Cidades mais afetadas: Pelotas: 1,5 mil | Canguçu: 250 clientes | Arroio Grande: 100 clientes | Morro Redondo: 150 clientes);
– Litoral Sul: 900 clientes (Cidades mais afetadas: Rio Grande: 900 clientes);
– Centro Sul: 900 clientes (Cidades mais afetadas: São Lourenço do Sul: 600 clientes | Camaquã: 300 clientes);