ARTIGO – LYA EM PELOTAS

59
Lya em Pelotas
.
Henrique Pires*
.
Uma ocasião, recebi um pedido de uma amiga: Lya Luft viria no outro dia a Pelotas e chegaria mais cedo do que os organizadores da jornada Cultural da Fenadoce haviam previsto. Assim, com muito prazer, aceitei a responsabilidade de ser cicerone da grande escritora e a conduzi a inúmeros lugares, que ela queria ver ou rever na nossa cidade. Com uma conversa animada, simpatica, culta,agradável, Lya era fluente também  em alemão e casualmente eu havia terminado de ler uma obra que ela havia vertido para o português no início de sua carreira, quando ainda assinava Lya Fett.
.
Com uma especialista à disposição  e sabendo que muitos sobrenomes germanicos tem tradução,perguntei o que significava Fett e ela olhou nos meus olhos e sorriu: gordo. E explicou que,muito provavelmente seus antepassados eram robustos e com a passagem do tempo a característica virou nome de família e ela própria saira “grandona” como seus ancestrais. Demos boas risadas…
.
A palestra no  Centro de Eventos foi um sucesso,ela adorou a Fenadoce e o carinho dos fãs,que pediam fotos e autógrafos em varios de seus livros. Nos vimos poucas vezes depois, ela sempre perguntando sobre Pelotas,Simões Lopes Neto, Fenadoce…
.
Neste finalzinho de ano, Lya segue para outras bandas,não estará conosco em 2022. Mas, só em termos,pois seus livros,suas reflexões,seus personagens continuarão conosco, nessa existência cheia de perdas e ganhos.
.
*Jornalista