APÓS UMA SEMANA EM AMARELA PELOTAS RETORNA À BANDEIRA LARANJA COM ELEVADOS ÍNDICES DE INTERNAÇÕES E OCUPAÇÃO DE UTIs

30
Pelotas, que estava na amarela, passa a compor as 18 regiões em laranja; Cachoeira do Sul agora está em amarela.

Não durou muito a bandeira amarela em Pelotas. Após a reabertura de bares, festas e o retorno de centenas de pelotenses que passaram o feriadão de Nossa Senhora Aparecida em aglomerações em praias catarinenses, as UTIs voltaram a ter ocupação crescente e casos de jovens tem aumentado na cidade o que determinou novamente risco médio de contaminação. O indicador que mais pesou para Pelotas ter regredido para bandeira laranja é o registro de novas hospitalizações por Covid-19: mais que dobrou em relação à semana anterior, saltando de 21 para 45. Houve, ainda, agravamento do indicador que mede os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em leitos de UTI, que passou de 36 para 42 internados na comparação de uma quinta-feira para outra.

O mapa desta semana tem uma troca entre duas regiões, segundo o mapa preliminar da 24ª rodada do Distanciamento Controlado, divulgado na sexta-feira (16/10). Ele mantém três regiões com bandeira amarela (risco epidemiológico baixo) e as outras 18 com laranja (risco médio) – mesmos números da semana anterior. A mudança é entre Pelotas, que estava na amarela e passa para laranja, e Cachoeira do Sul, que migra para amarela, somando-se a Bagé e Palmeira das Missões, que já estavam no menor nível de restrição previsto no sistema de bandeiras do Estado. Como ainda cabe pedido de reconsideração, o mapa definitivo será divulgado amanhã, segunda-feira (19/10), com vigência a partir de terça (20).