TREM DOS VALES LIGANDO MUÇUM A GUAPORÉ – ENTREVISTA COM O COORDENADOR DO TREM DOS VALES, RAFAEL FONTANA – Podcast

92
O Trem dos Vales é um passeio turístico entre Guaporé e Muçum através da Ferrovia do Trigo que passa por diversos túneis e viadutos com uma exuberante natureza a sua volta.

Participou do Treze Horas desta segunda-feira, o coordenador da Ferrovia Trem dos Vales Rafael Fontana. A ferrovia liga Muçum a Guaporé em cerca de 46 quilômetros e que se tornou uma atração turística do Rio Grande do Sul. O site da Ferrovia é https://tremdosvales.com.br/  Confira a entrevista no Podcast abaixo e a matéria sobre o trecho.

TREM DOS VALES LIGANDO MUÇUM A GUAPORÉ – ENTREVISTA COM O COORDENADOR DA FERROVIA RAFAEL FONTANA – Podcast

A expectativa é realizar mais de 30 passeios nos meses de novembro, dezembro e janeiro, no trajeto entre Muçum e Guaporé, com a possibilidade de transportar mais de 20 mil turistas.

 

Uma das viagens passa pela Ferrovia do Trigo e se firma como um dos roteiros mais bonitos do Brasil

O projeto é uma iniciativa da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), em parceria com a Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), que representa os municípios Colinas, Dois Lajeados, Estrela, Guaporé, Muçum, Roca Sales e Vespasiano Corrêa, e conta com o apoio e cooperação da Rumo Logística.

O Trem dos Vales é uma iniciativa planejada há mais de 20 anos e que saiu do papel em 2018. Em dezembro daquele ano, foram realizadas viagens para convidados e imprensa. Mas a grande experiência foi em 2019: em dois fins de semana, entre os meses de agosto e setembro, foram realizados oito passeios, entre Muçum e Guaporé, reunindo mais de 5 mil pessoas.

Em 2020, na segunda edição do projeto, mais passeios e mais público: quase 8 mil pessoas participaram das cerca de 12 viagens entre Colinas e Roca Sales, pela Ferrovia Tronco Principal Sul, e 22 passeios entre Muçum e Guaporé, pela Ferrovia do Trigo. O público só não foi superior em função da pandemia. Por conta disso, houve apenas 50% de ocupação nos vagões.

Para 2021, a expectativa é realizar mais de 30 passeios nos meses de novembro, dezembro e janeiro, no trajeto entre Muçum e Guaporé, com a possibilidade de transportar mais de 20 mil turistas.