PRESIDENTE DA PETROBRAS ANUNCIA INVESTIMENTOS DE R$ 45 MI NA REFINARIA RIOGRANDENSE

136
Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates (C), na assinatura do termo que prevê investimento de R$ 45 milhões em testes – Foto: Maurício Tonetto/Secom

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates esteve em Rio Grande nesta segunda-feira, 29.05 e anunciou investimento de R$ 45 milhões na Refinaria Rio Grandense, antiga Irpiranga. No evento foi assinado um termo de cooperação entre a Refinaria Riograndense, a Petrobras, a Braskem e o grupo Ultra para a realização de testes de biorrefino. O governador Eduardo Leite participou da solenidade que ocorreu durante uma reunião-almoço na Câmara de Comércio da Cidade do Rio Grande.

Leite destacou relevância ambiental e econômica da iniciativa – Foto: Maurício Tonetto/Secom

INVESTIMENTOS

A Petrobrás vai investir R$ 45 milhões em testes industriais para a geração de produtos petroquímicos e combustíveis de origem renovável na Refinaria Riograndense. O primeiro teste está previsto para novembro, iniciando um processo que busca transformar a Riograndense na primeira biorrefinaria do país. O governador destacou a importância da transição energética em razão das questões ambientais e também para a sustentabilidade das operações da refinaria no futuro. “A refinaria, no modo em que opera hoje, necessitaria de investimentos muito altos para se manter, e ainda com uma receita menor”, explicou Leite. “Por isso, essa conversão energética usando matéria-prima de origem vegetal, além de ser muito importante do ponto de vista ambiental e de dar um selo de sustentabilidade ao RS, também vai garantir a operação de uma refinaria que é muito importante para Rio Grande e para todo o Estado.”

O RS vai participar do processo de viabilização da biorrefinaria: “Vamos estar ao lado do que o governo federal encaminhar para que as regulamentações evoluam na direção adequada”, enfatizou o governador Eduardo Leite. “Também ajudaremos a viabilizar o que for necessário para que esse empreendimento dê certo, pelo financiamento dos nossos bancos de desenvolvimento, pelos licenciamentos e por tudo aquilo que dê celeridade para essa iniciativa. Afinal, a medida irá impactar positivamente a vida de muitas pessoas, assim como a estratégia de desenvolvimento do Estado.”

TESTES E RESULTADOS

Caso os testes tenham êxito, a refinaria estará preparada para produzir, principalmente, bioaromáticos para a indústria petroquímica, tornando-se um marco no desenvolvimento do biorrefino no Brasil. “Com o sucesso da iniciativa, a RPR será a primeira refinaria na América Latina a ser convertida para operar como uma biorrefinaria e processar insumos de origem 100% renovável”, disse a Petrobras.

Atualmente, a Riograndense tem como principal atividade a produção e comercialização de derivados de petróleo, especialmente gasolina, óleo diesel, nafta petroquímica, óleo combustível, GLP (gás de cozinha), além de outros derivados, disse a Petrobras. Seu mercado de atuação está concentrado no Sul do Brasil. A refinaria tem capacidade de processamento instalada de 17 mil/barris dia.