EXCLUSIVO: LABORATÓRIO ANTONELLO UNE-SE AO GIGANTE GRUPO DASA – Podcast

1278
O Dr. Rodrigo Proto Siqueira é graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Católica de Pelotas e possui Doutorado em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (Brasil), pós-doutorado na Queen Mary University London (Reino Unido), trabalhando com leucemia e terapia celular. Foto: Chrystian Ribeiro/Ascom – Prefeitura Municipal de Bagé
Podcast – LABORATÓRIO ANTONELLO UNE-SE AO GRUPO DASA – DR. RODRIGO PROTO SIQUEIRA

O Laboratório Antonello, com sede em Pelotas, foi incorporado pelo Grupo Dasa, uma das gigantes de medicina diagnóstica do Brasil e da América Latina. A informação foi repassada pelo bioquímico Rodrigo Proto Siqueira, do Antonello durante o programa Treze Horas desta segunda-feira, 04.01. O Grupo Dasa com dezenas de laboratórios líderes no Brasil, que trouxeram sua expertise em diagnose e a credibilidade que desfrutam junto aos seus públicos locais. São mais de 30 marcas, às quais agora se soma o Laboratório Antonello. Rodrigo, em sua participação no programa, revelou que foi o Dasa que encontrou os dois casos da nova variante do coronavírus, em São Paulo, no último dia 31 de dezembro. Segundo a empresa, essa é a mesma cepa que surgiu no Reino Unido. A descoberta foi comunicada ao Instituto Adolfo Lutz e à Vigilância Sanitária, segundo informações.

MUTAÇÃO
A variante, chamada de B.1.1.7, já foi registrada em pelo menos outros 17 países. Ela tem mutações que afetam a maneira como o vírus se fixa nas células humanas e é 56% mais contagiosa. Não há evidências de que a variante provoque casos mais graves ou com maior índice de mortes, nem mesmo que seja resistente às vacinas. SAIBA MAIS: Linhagens, cepas e mutações do coronavírus. Veja o que são e quando devemos nos preocupar. No Reino Unido, ela já representa mais de 50% dos novos casos diagnosticados, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O estudo do laboratório brasileiro que identificou essa versão do coronavírus foi iniciado em meados de dezembro, quando o Reino Unido publicou as primeiras informações científicas sobre a variante.

RODRIGO PROTO SIQUEIRA

O Dr. Rodrigo Proto Siqueira é graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Católica de Pelotas e possui Doutorado em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo (Brasil), pós-doutorado na Queen Mary University London (Reino Unido), trabalhando com leucemia e terapia celular. Seus estudos foram publicados em periódicos internacionais com altos fatores de impacto, por ex. Pesquisa de sangue, células-tronco e leucemia. Seu trabalho ganhou vários prêmios de “Melhor Trabalho Científico” da Sociedade Brasileira de Hematologia. O Dr. Rodrigo trabalhou por quatro anos como consultor científico no Grupo Fleury, desenvolvendo testes genéticos e novas abordagens terapêuticas para linfomas de células do manto. É membro da Fundação de Pesquisa do Linfoma, trabalha como consultor de negócios médicos para o Grupo Gerson Lehrman e é responsável pela implementação do programa “Detecção Molecular de Patógenos (HPV / HCV) e Mutações (leucemia e distúrbios de coagulação)” no Laboratório Antonello em Pelotas