CORONAVÍRUS FOI A PAUTA DO PRIMEIRO TREZE DA SEMANA

205
FABRÍCIO TAVARES PEDE AÇÕES IMEDIATAS CONTRA CORONAVÍRUS

O Treze Horas desta segunda-feira, 16.03, abordou o Coronavírus e a pandemia que assola o mundo e gera preocupações nas pessoas e autoridades. Em Pelotas não é diferente, portanto o programa destacou o Pedido de Providências que o vereador Fabrício Tavares, do Progressistas e ex-vice-prefeito de Pelotas, que inclusive prevê o cancelamento do Carnaval 2020 na cidade. Veja abaixo a matéria sobre o Pedido de Providências, que foi o tema abordado por Tavares no programa de hoje. O Treze também contou com a participação da Secretária Municipal de Saúde de Pelotas, Roberta Paganini e que falou sobre o quarto caso suspeito de coronavírus que foi registrado em Pelotas. Até a tarde deste domingo (15), três homens e uma mulher com histórico de viagem fora da cidade apresentaram sintomas e foram orientados ao isolamento domiciliar, disse a secretária.

Todas as atividades carnavalescas são suspensas em Pelotas

Decisão acompanha medidas adotadas no País e no Estado, em razão da pandemia do coronavírus, para evitar aglomerações. Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (16), a Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Cultura (Secult), anunciou a suspensão, por tempo indeterminado, de todas as atividades carnavalescas em Pelotas. A medida visa à prevenção em relação ao coronavírus e foi motivada pelas decisões em relação a eventos populares no País e no Estado.

O vereador Fabrício Tavares-Progressistas protocolou na manhã desta segunda-feira, 16.03, um Pedido de Providências que estabeleça uma ação direta por parte do Executivo Municipal contra o Coronavírus no âmbito do município de Pelotas. O pedido tem base no Regimento Interno da Câmara Municipal, Art. 157, inciso VIII, c/c Art. 167.

A ideia do vereador é que a prefeitura acelere ações com o intuito de estabelecer medidas de prevenção contra a disseminação do Coronavírus em Pelotas e propõe estabelecer um padrão de comportamento no convício social, para que se preserve vidas e se garanta o bem-estar da população. ‘ – É preciso uma ação imediata em relação aos padrões sociais de comportamento e a necessidade de se suspender imediatamente eventos com aglomerações de pessoas, como o Carnaval 2020. Não tem sentido, neste momento de apreensão, que estejamos discutindo Carnaval. É um contrassenso inaceitável e há que se ter uma ação direta em relação a outros eventos com aglomerações. O momento exige ações efetivas, é o que estamos presenciando em todo o mundo’, enfatiza Fabrício Tavares.

O Pedido de Providências contém os seguintes termos: A implementação imediata de campanha institucional nos veículos de comunicação com o intuito de orientar a população em geral a tomar as medidas preventivas necessárias contra a disseminação do vírus; Suspensão do Carnaval 2020 e atividades de toda natureza que gerem aglomerações; Suspensão das atividades educacionais em todas as escolas, universidades e faculdades, das redes de ensino pública e privada.

“- As pessoas físicas e jurídicas deverão sujeitar-se ao cumprimento dessas medidas previstas e o seu descumprimento acarretará responsabilização, a ser definida pelo Poder Executivo”, finaliza Fabrício Tavares.

Participaram do Treze de hoje: Clayton Rocha, Paulo Gastal Neto, Eduardo Torres, Almerindo Santos, Nelci Schiavon, Éder Schoinemann, Nílson Loeck – presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pelotas e SICREDI, Abel Dourado – Secretário de Governo, o presidente do MDB, Luiz Fernando Winck Medeiros, o médico Marcos Schenatto e a Secretária Municipal de Saúde, Roberta Paganini.