BANDEIRA DO TREZE HORAS: BR-116 TEM MAIS UM TRECHO LIBERADO

110
Com esta liberação ao tráfego, os usuários da rodovia já contam com 131,5 dos 211,22 quilômetros que estão sendo duplicados entre Guaíba e Pelotas.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) entregou, na quarta-feira (7), mais um trecho duplicado na BR-116/RS, no Rio Grande do Sul. O segmento, entre o km 330,5 e o km 340,1, fica no município de Barra do Ribeiro e pertence ao lote 2 das obras de duplicação da rodovia, em execução pelo Exército Brasileiro.

Com esta liberação ao tráfego, os usuários da rodovia já contam com 131,5 dos 211,22 quilômetros que estão sendo duplicados entre Guaíba e Pelotas. Ou seja, a duplicação da BR-116/RS chega a 62,25% dos serviços concluídos, contemplando oito dos 12 municípios que serão beneficiados diretamente pelas obras.

Esta é a segunda liberação de segmento no lote 2, que vai do km 325 até o km 351,34. A primeira entrega aconteceu em dezembro de 2020, quando foram concluídos outros 5,5 quilômetros.

O projeto de duplicação beneficia municípios da região Sul do Estado e vai além da implantação de uma nova pista. Os usuários da rodovia passarão a contar também com melhorias como travessias urbanas, ruas laterais, retornos operacionais, viadutos, passarelas e pontes. Com todas essas intervenções, a obra trará mais segurança, conforto e organização ao tráfego das cidades do seu entorno.

O projeto de duplicação beneficia municípios da região Sul do Estado e vai além da implantação de uma nova pista.

Demais liberações – Desde 2019, o Governo Federal já entregou trechos duplicados em Barra do Ribeiro, Camaquã, Cristal, Pelotas, São Lourenço do Sul, Sentinela do Sul, Tapes e Turuçu.

O primeiro a ser finalizado foi o Lote 4, com 23,9 quilômetros de extensão, entre os municípios de Tapes e Camaquã (do km 373,22 ao km 397,2). O Lote 3, com 21,8 quilômetros entre as cidades de Tapes e Sentinela do Sul (do km 351,34 ao km 373,22), foi o segundo a ter os serviços realizados – faltando apenas a ligação com o Lote 2. A expectativa do DNIT é liberar em 2022 toda a duplicação da rodovia que segue em obras.

Andamento das obras:
Lotes 1 e 2 – 74,29%
Lote 3 – 93,32%
Lote 4 – 100%
Lote 5 – 43.5% (aguardando licitação para finalização dos serviços remanescentes)
Lote 6 – 74,7%
Lote 7 – 73,79%
Lote 8 – 88,66%
Lote 9 – 87,96%

Trechos liberados e em operação

Agosto/2019
Lote 9 – Pelotas: km 489,3 ao km 508,95 (Extensão – 19,65 km)
Lote 7 – São Lourenço do Sul: km 446,75 ao km 459 (Extensão – 12,25 km)
Lote 4 – Camaquã: km 382,1 ao km 397,2 (Extensão – 15,1km)

Março/2020
Lote 6 – Cristal – do km 437,6 ao km 446,82 (Extensão – 9,2 km)
Lote 7 – São Lourenço do Sul – do km 459,5 ao km 464,6 (Extensão – 5,1 km)
Lote 8 – Turuçu – km 478,3 ao km 486 (Extensão – 7,7 km)

Abril/2020
Lote 1 – Barra do Ribeiro: km 314 ao km 319 (Extensão – 5 km)

Junho/2020
Lote 3 – Tapes: km 363 ao km 373 (Extensão – 9,7 km)

Julho/2020
Lote 3 – Tapes/Sentinela do Sul – km 351,5 ao km 360,2 (Extensão – 8,7 km)

Outubro/2020
Lote 9 – Pelotas – km 511 – Viaduto de Arroio do Padre

Dezembro/2020
Lote 1 (Exército) – Barra do Ribeiro: km 320 ao km 325 (Extensão – 5 km)
Lote 2 (Exército) – Barra do Ribeiro: km 325 ao km 330,5 (Extensão – 5,5 km)
Lote 3 – Tapes – km 373 ao km 373,2 (Extensão – 200 metros)
Lote 4 – Camaquã – km 373,22 ao km 382,1 (Extensão – 8,9 km)
Lote 6 – Cristal – km 430,6 ao km 438,1 (Extensão – 7,5 km)

Janeiro/2021
Lote 3 – Sentinela do Sul/ Tapes – km 360,4 (acesso aos municípios)