ARTIGO – VOLUNTARIADO NÃO É SÓ STATUS E STORIES

64
Foto: Rodrigo Ziebell/ Divulgação

Voluntariado não é só status e stories

Eduardo Gil Carreira*

Concordando com o título deste texto você entendeu o que não é o serviço voluntário! Passada a comoção e euforia inicial de quem se disponibilizou ao compromisso de servir ao outro, lamentavelmente estamos observando o esvaziamento da dedicação espontânea nos abrigos instalados para atender os afetados pelas enchentes.

O voluntariado é propósito de vida, servir e não é só ser visto! A divulgação de atividades deve servir para inspirar e liderar por meio do exemplo, para que outros também se dediquem com empatia aos necessitados. O empenho altruísta é histórico, não stories, é vida pregressa. Há cerca de 20 anos a filosofia de servir tornou-se parte de mim, e desde então atuo junto a um dos maiores e mais antigo clube de serviços do mundo, o Rotary International! Dentro da organização, tive a oportunidade de exercer diversas funções, sendo que já presidi e ora exerço minha segunda presidência do clube que sou associado. O Presidente de Rotary Internacional 2021-22, o indiano Shekhar Mehta, tinha como lema “servir para transformar vidas”, e nesse sentido afirmou que “servir é o aluguel que eu pago para ocupar meu espaço na terra, e eu quero ser um bom inquilino enquanto estiver aqui”. Compartilho desse ideal!

O serviço voluntário é doação, dedicação, persistência e não somente publicação em rede social. Como voluntários recolhemos mensalidades para servir, seja como rotariano ou em outras instituições. Dedicamos nosso tempo, recursos e obtemos satisfação pessoal com o envolvimento em projetos humanitários. Doar tempo faz bem ao corpo e à mente! Cientificamente tem-se que doar ativa regiões do cérebro que estão relacionadas ao sentimento de apego, de pertencimento. Estudos vêm acumulando evidências de que o engajamento voluntário em causas sociais e o empenho em promover o bem-estar alheio estão associados tanto à maior longevidade quanto à redução do risco de diversas doenças, como problemas cardíacos e depressão. Logo, servir e cuidar do próximo é a melhor maneira de viver, pois com novas conexões e ao transformar a vida de outras pessoas, também transforma a sua, atribuindo novo sentido e valorizando o ser humano. O genuíno comprometimento com paixão e motivação pela função altruísta, propicia contribuições valiosas para fazer diferença onde você está inserido.

Dedique-se em oportunidades que correspondem aos seus objetivos e aos seus interesses. O voluntariado promove satisfação pessoal porque é uma gratificante relação de troca, sendo os impactos positivos para quem recebe e para quem pratica. Há benefícios surpreendentes que deixam marcas na saúde física, mental e nas relações sociais, oportunizando ainda o desenvolvimento de novas habilidades e criatividade. Competências como trabalho em equipe, liderança, empatia e resolução de problemas são desempenhadas no exercício do trabalho voluntário. Opte e envolva-se em fazer um trabalho voluntário significativo e interessante, de forma a energizar sua rotina, acumulando assim incontáveis benefícios!

*Eduardo Gil da Silva Carreira – Advogado – OAB/RS 66.391 – @egcarreira45