100 ANOS DE NASCIMENTO DE MOZART VÍCTOR RUSSOMANO – SESSÃO SOLENE NA FACULDADE DE DIREITO DA UFPEL

28
O ato contou com a presença da desembargadora pelotense Iris Helena Nogueira, primeira mulher a presidir o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Evento reuniu diversas autoridades no Salão de Atos da Faculdade de Direito da UFPel

A noite da última terça-feira 05.07 foi marcada pela Sessão Solene em homenagem ao centenário do nascimento do jurista pelotense Mozart Victor Russomano. A solenidade fez parte da programação especial da Câmara Municipal e Prefeitura de Pelotas em comemoração ao aniversário dos poderes.

Quem começou com a palavra foi a filha de Mozart, Mônica Russomano, que contou uma série de histórias da família no município e agradeceu aos poderes legislativo e executivo pela homenagem ao seu progenitor, que um ano antes de falecer citou de forma descontraída, que seu legado em pouco tempo seria esquecido:

“Hoje subo aqui para desmentir o que meu pai acreditava. Antes de ele morrer falava para mim que no máximo em 2 anos seu legado seria esquecido, e de forma feliz após 12 anos da sua partida sinto que conseguimos o desmentir. Tenho certeza que está muito feliz em saber da sua importância e reconhecimento”, disse Mônica.

Por sua vez, a prefeita Paula Mascarenhas endossou que Pelotas deve reconhecer os seus cidadãos notórios, que representam uma comunidade diversificada e rica de histórias:

“Em relação a este momento o que eu posso dizer é que uma cidade tem obrigação de reconhecer os seus filhos. Os seus filhos ilustres. Uma cidade que não reconhece as suas figuras históricas, é uma cidade sem alma. Porque de fato a alma de uma cidade se constitui do legado de que cada um dos pelotenses deixa, há figuras que se destacam, que deixam o seu talento. Ganha a personalidade e essas são as pessoas que em nome de todos os outros são reconhecidas”, disse a chefe do executivo.

A Universidade Federal de Pelotas foi representada pelo professor Pedro Moacyr Perez, que na oportunidade frisou o significado do homenageado para a instituição, além de seu legado para as gerações futuras:

”Para Universidade Federal significa o reconhecimento de que em uma das suas unidades acadêmicas, o Direito, trabalhou um homem que levou muito adiante o nome da universidade e da faculdade de Direito. Uma vez que ganhou o mundo a partir das suas produções científicas, das suas inserções políticas e dos seus cargos de altíssimos postos. Para a Faculdade de Direito representa uma alegria muito pessoal, porque nós temos o professor como um docente desta casa, o que faz com que mesmo que não esteja mais entre nós o seu espírito permaneça como uma luz a nos iluminar nos momentos em que nos falta essa luz nos nossos dias”, expressa o diretor da Faculdade.

O ato também contou uma homenagem à desembargadora pelotense Iris Helena Nogueira pelo trabalho prestado no exercício de sua função e principalmente por ser a primeira mulher a presidir o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que não escondeu a sua alegria durante a cerimônia:

“Assumi a presidência do Tribunal de Justiça em 148 anos de existência do judiciário gaúcho. Mas eu tenho a certeza que não serei a última, assim inexplicável dizer o que é a minha felicidade nesse momento e aqui neste prédio de também estar participando dessa cerimônia de tamanha envergadura. Uma alegria compartilhar esta noite com a homenagem ao ministro em nome do judiciário e também recebendo um pouquinho pra mim. A palavra é gratidão e desejo a essa terra prosperidade”, disse Íris.

O presidente da Câmara Marcos Ferreira (Marcola- sem partido), agradeceu a presença do público que compareceu de forma grandiosa e disse estar se sentindo realizado com o ato e agradeceu ao jornalista Clayton Rocha pela lembrança de celebrar a data:

”Em nome do Poder Legislativo Municipal, nesta noite em que comemoramos o centenário do nascimento de Mozart Victor Russomano, nosso sempre ministro, quero agradecer a presença de todos. Com a permissão das autoridades presentes e representadas, de meus colegas vereadores, desta distinta plateia, por justiça, quero registrar nossos especiais agradecimentos ao jornalista e amigo Clayton Rocha. Faço tal agradecimento por ter ele sido um incentivador da realização desta sessão solene”, disse Marcola.

Compareceram os vereadores, Paulo Coitinho (CIDADANIA), Cesar Brisolara (Cesinha – PSB), Michel Hallal (PP), Jone Soares (PSDB) e a vereadora Carla Cassais (PT).