VEREADOR SOLICITA “APOIO PARA AGRICULTORES!”

44
“O impacto do aumento de preços dos produtos essenciais para a produção agrícola e dos agricultores recorrendo a outros financiamentos com juros mais altos, será sentido na mesa da população brasileira, quando todos os alimentos começarem a ter um aumento brusco nos preços, já que o Plano Safra não liberou um valor maior de crédito que possa compensar a alta de preço dos insumos”, declara Jair Bonow.

Após anúncio do Plano Safra de 2021/2022, Jair Bonow (PP) está preocupado com dificuldades financeiras que os agricultores possam ter para plantar o mesmo volume dos anos anteriores

Foi anunciado nessa semana o Plano Safra 2021/2022, com um recurso de R$ 250,2 bilhões. O Projeto do Governo Federal é de extrema importância para os produtores rurais, pois fornece financiamento de crédito para apoiar a produção agropecuária nacional. É por meio do Plano Safra, que ocorre anualmente, entre os meses de junho e julho, que os agricultores conseguem verba para plantar e fornecer grande parte dos alimentos do país.

Jair Bonow é vereador em primeiro mandato, esteve no Treze Horas e entre seus compromissos tem a zona rural como uma prioridade.

Apesar do valor anunciado para este ano ser aproximadamente 6% maior que o do ano passado, as taxas de juros para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) subiram de 4% a 4,5% ao ano. Somado a isso, o vereador Jair Bonow está preocupado com a alta nos preços dos insumos para plantação. Segundo ele, algumas dessas matérias primas, já estão com um aumento de 100% nos preços, o que levará os produtores a ter que recorrer a outros financiamentos, além do Plano Safra, para conseguir produzir o mesmo volume dos anos anteriores.

“O impacto do aumento de preços dos produtos essenciais para a produção agrícola e dos agricultores recorrendo a outros financiamentos com juros mais altos, será sentido na mesa da população brasileira, quando todos os alimentos começarem a ter um aumento brusco nos preços, já que o Plano Safra não liberou um valor maior de crédito que possa compensar a alta de preço dos insumos”, declara Jair Bonow.

Por causa deste cenário de dificuldades na agricultura, Jair Bonow ressalta que é extremamente necessário que haja um auxílio do município de Pelotas, por meio de uma Emater fortalecida para prestação de serviços aos produtores, estradas requalificadas para melhorar o trânsito com produtos e energia elétrica de qualidade no meio rural: “A colônia que depende muito da agricultura, me colocou na câmara de vereadores como seu representante, e os agricultores podem ter certeza que não medirei esforços para ajudá-los” conclui o vereador Jair Bonow.