UM MÊS APÓS O PICO RS ESTÁ EM BANDEIRA LARANJA NA TOTALIDADE

215
Comparação do momento mais crítico, na 15ª rodada, até agora, mostra avanço nos indicadores do Distanciamento Controlado.

Depois de 20 mapas e mais de três meses com regiões com risco epidemiológico alto, o Rio Grande do Sul ficou, pela primeira vez, sem nenhuma bandeira vermelha. Na 21ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado, divulgada nesta segunda-feira (28/9), todo o mapa definitivo aparece em laranja. A cor significa risco médio para coronavírus. “A pandemia não acabou. Vamos continuar monitorando e acompanhando. Assim como adotamos medidas mais restritivas quando o quadro ficou mais severo, agora indicamos medidas mais brandas com as tendências atuais”, reforçou o governador Eduardo Leite.

O que fez com que o RS voltasse a ter um mapa sem a cor vermelha – o que ocorreu da 2ª semana de Distanciamento Controlado, em 18 de maio, até a 5ª semana, que se encerrou no dia 14 de junho – foram os indicadores levados em conta pelo modelo.

Tanto os dados da propagação da Covid-19 como os de capacidade de atendimento hospitalar vêm apresentando melhora progressiva nas últimas semanas. Nesta 21ª rodada, todos os 11 indicadores, na média estadual, melhoraram. Veja na tabela abaixo:

Entre os principais dados do RS estão os seguintes:

• O número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid reduziu 25% entre as duas últimas semanas (de 1.061 para 793);
• O número de internados em UTI por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) reduziu 9% (de 884 para 806);
• O número de internados em leitos clínicos com Covid reduziu 12% (de 778 para 688) e em leitos de UTI com Covid reduziu 5% (de 693 para 658);
• O número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid aumentou 11% (de 614 para 684);
• O número de casos ativos reduziu 9% (de 10.793 para 9.805);
• O número de óbitos por Covid reduziu 19% (de 338 para 273).

Nesta rodada do mapa, nenhuma associação regional de municípios apresentou ao Gabinete de Crise pedido de reconsideração à classificação preliminar. Se de uma semana para a outra o RS apresentou melhoras expressivas, a comparação do momento mais crítico até agora, registrado na 15ª rodada, válida de 18 a 24 de agosto, torna o avanço ainda mais evidente.

Veja alguns dos exemplos:

• Número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid:
15ª semana: 1.126
21ª semana: 793
Redução de: 29%

• Número de internados em leitos de UTI Covid no dia anterior à divulgação do mapa:
15ª semana: 723
21ª semana: 658
Redução de: 9%

• Número de óbitos por Covid na semana:
15ª semana: 353
21ª semana: 273
Redução de: 23%

• Leitos livres de UTI para atender casos de Covid:
15ª semana: 567
21ª semana: 684
Aumento de: 21%

• Total de leitos de UTI no RS:
15ª semana: 2.481
21ª semana: 2.588
Aumento de: 4%