TREZE E O CORONAVÍRUS: UCPEL PRODUZ 150 LITROS DE ÁLCOOL GEL EM UM DIA

328

Parceria entre Católica, UFPel, IFSul, Governo do Estado e Biri Refrigerantes deverá contribuir para diminuir a demanda do produto na rede de saúde.

Cerca de 150 litros de álcool gel foram fabricados em um único dia nos laboratórios da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e do Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP). A expectativa é manter a produção nos próximos dias a partir de insumos disponibilizados pelo Governo do Estado, o que deverá contribuir para atender a alta demanda enfrentada por hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBS) na prevenção do COVID-19 (Novo Coronavírus).

O primeiro grande lote de álcool gel produzido no Laboratório de Farmacotécnica da Católica contou com insumos próprios. Professores e técnicos trabalham atualmente para atender, primeiramente, demanda do HUSFP. Assim como outros produtos hospitalares, o álcool gel sofreu grande reajuste. Na última semana, o aumento chegou a 390%, o que vem dificultando a sua compra pelas instituições hospitalares.

Com a chegada da matéria prima disponibilizada pelo Governo do Estado, a expectativa é produzir 10 mil litros de álcool gel em laboratórios localizados na UCPel, UFPel e IFSul. A empresa de refrigerantes Biri ficará responsável pelo recebimento do produto líquido e irá envasar em torno de 100 mil litros. Toda a produção será direcionada à Rede Pública de Saúde e a populações carentes da região sul.

Conforme o coordenador do curso de Farmácia da UCPel, professor Elemar Maganha, a previsão é receber os insumos ainda nesta semana. “Para conseguir produzir cerca de 150 litros ao dia vamos contar com o trabalho voluntários de alunos do curso de Farmácia e farmacêuticos interessados em se engajar na iniciativa”, comenta.

Acadêmicos a partir do sexto semestre ou que já tenham passado pela disciplina de Farmacotécnica poderão participar. Um e-mail será enviado com orientações sobre as inscrições. Devido medidas de prevenção ao COVID-19, no máximo seis pessoas irão atuar por turno no Laboratório de Farmacotécnica. “Nosso laboratório é grande, mas em função do Coronavírus vamos limitar a entrada em no máximo seis pessoas para evitar a contaminação cruzada dos indivíduos que passem por aqui”, explica o professor Renato Vianna.

Além da dificuldade de comprar o álcool etílico absoluto, também encontra-se em falta no mercado o polímero Carbopol e até mesmo embalagens para acondicionar o produto. A parceria entre instituições de ensino e governo estadual irá facilitar o acesso aos insumos. De acordo com o professor Renato, a partir do preparo da solução ‘mãe’ (diluição do Carbopol em solução alcóolica) de forma antecipada, é possível fabricar até 150 litros por dia nas dependências da UCPel e HUSFP.