PINHEIRO MACHADO REALIZA NOVA ELEIÇÃO PARA PREFEITO NESTE DOMINGO – DEPOIMENTO DE PAULO BURGO ALVES – Podcast

87
Prefeitura de Pinheiro Machado em disputa neste domingo.
PAULO BURGO ALVES FALA SOBRE A ELEIÇÃO EM PINHEIRO MACHADO NESTE DOMINGO – Podcast

Colaborador do Treze Horas em Pinheiro Machado Paulo Burgo Alves.

Chapa mais votada foi impugnada porque candidato a prefeito sofreu condenação judicial

Pinheiro Machado terá novas eleições para prefeito e vice neste domingo, 04.07. O candidato eleito em 2020, Carlos Betiollo (PSDB), havia concorrido sob judice e teve a candidatura impugnada devido à Leia da Ficha Limpa. Com isso, o vereador Ronaldo Madruga (PP), atual presidente da Câmara de Vereadores, assumiu o Executivo. De acordo com o cartório da 35ª Zona Eleitoral, as regras do pleito são as mesmas de qualquer eleição, porém, o processo tem duração total de 45 dias.

Cocorrem pelo Executivo Municipal duas chapas. Danúbio Peres (PDT) foi candidato a vice-prefeito na chapa que obteve mais votos na eleição de 2020 e, agora, é candidato a prefeito. A vice é Lucel Betiollo (PSDB), que é casada com Carlos Betiollo, o candidato impugnado.

Peres vai enfrentar nas urnas Madruga (PP), que tem como candidato a vice-prefeito Rogério Gomes de Moura (PSB). A campanha encerrou na quinta-feira, 01.07. O horário da votação é das 7h às 17h. Os locais ainda serão divulgados. Pinheiro Machado tem 10.061 mil eleitores.

A impugnação

Carlos Ernesto Betiollo já havia sido prefeito de Pinheiro Machado de 1997 a 2004. Em 2016, fiscais da Secretaria Estadual da Agricultura e do Ibama foram até sua propriedade, em Candiota, também na região da Campanha.

Segundo o Ministério Público, ele impediu a fiscalização, ameaçando o trabalho dos servidores. Por isso, foi denunciado por crime de resistência qualificada e condenado a 1 ano e 3 meses de prisão em regime aberto. Betiollo recorreu da condenação ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Nas eleições de novembro do ano passado, Betiollo candidatou-se e foi considerado inelegível pela Justiça Eleitoral, devido à Lei da Ficha Limpa. Ele chegou a interpor recurso, mas teve a inelegibilidade confirmada.