CIDADE VIVE O PIOR MOMENTO DA PANDEMIA

161
A Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), registrou, neste sábado (28), mais um óbito pela Covid-19. Trata-se de uma mulher, de 59 anos, internada em UTI da Beneficência Portuguesa desde o último dia 2. Com o registro, o município contabiliza 182 óbitos pela doença.

Pelotas e o Rio Grande do Sul (ver matéria anterior) vivem o pior momento da pandemia de Coronavírus – Covid-19. Um paciente que necessitou de UTI teve que ser deslocado para Santa Maria, pois as unidades estavam todas ocupadas na cidade. Todo o estado está em bandeira vermelha, fato que ainda não havia ocorrido desde o início da pandemia, em março. A Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), registrou, neste sábado (28), mais um óbito pela Covid-19. Trata-se de uma mulher, de 59 anos, internada em UTI da Beneficência Portuguesa desde o último dia 2. Com o registro, o município contabiliza 182 óbitos pela doença.

Novos casos

A SMS confirmou, neste sábado, mais 220 casos de coronavírus. Referem-se a 114 mulheres, com idades entre 6 e 86 anos, e 106 homens, entre 11 meses e 86 anos. Com esses casos, Pelotas chega a 8.801 pessoas infectadas pelo vírus da Covid-19. Dessas, 6.354 são consideradas recuperadas, 2.233 estão em isolamento e 32 internadas, além dos 182 óbitos confirmados. A SMS aguarda os resultados de 1.083 exames que estão no Lacen/RS, na Unidade de Diagnóstico Molecular Covid-19 HE/UFPel e, também, em análise pelo programa Testar RS.

Hospitalizados

Até as 13h deste sábado, 54 pacientes estavam internados em leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 em unidades de saúde do Município. Desses, oito são moradores de outras cidades. Do total, 20 ocupam vagas de UTI e 34 estão em Enfermaria.  Dos 46 pacientes hospitalizados, residentes em Pelotas, 32 são positivos para a doença, 13 suspeitos e um obteve resultado negativo para o vírus, mas ocupa leito Covid em razão de protocolo clínico. Desses casos, 17 encontram-se em UTI e 29 em Enfermaria. Dos oito pacientes residentes em outras cidades, cinco são positivos para Covid-19 e três são suspeitos. Desses, três estão em UTI e cinco em Enfermaria.