BANDEIRA DO TREZE HORAS: DNIT AUTORIZA INÍCIO DAS OBRAS DA PONTE SOBRE O RIO CAMAQUÃ NA BR-116

491
De acordo com o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, a construtora responsável pela obra terá orçamento de R$ 46,89 milhões para a finalização da mesma, que deverá ser concluída até o final de 2022. A ponte em questão terá 680 metros de extensão sobre o leito do Rio Camaquã.

Ministério da Infraestrutura autorizou ordem de serviço para as obras da nova ponte sobre o Rio Camaquã, em Cristal

Nesta segunda-feira, 22 de março, a duplicação da BR-116 no Rio Grande do Sul foi pauta de uma reunião entre o Ministério da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o deputado Federal Afonso Hamm, do Progressistas. De acordo com a assessoria do deputado, o ministro anunciou em primeira mão que foi autorizada a ordem de serviço para as obras da nova ponte sobre o Rio Camaquã.

O contrato deve ter duração de dois anos e o projeto deve levar até seis meses para ser finalizado. Ao lado da antiga “ponte que une o Rio Grande”, a nova ponte é uma das maiores da duplicação da BR-116. De acordo com o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, a construtora responsável pela obra terá orçamento de R$ 46,89 milhões para a finalização da mesma, que deverá ser concluída até o final de 2022. A ponte em questão terá 680 metros de extensão sobre o leito do Rio Camaquã.

Outras pautas da reunião

Também estão sendo preparadas as relicitações dos trechos que estão pendentes. A expectativa é que esse ano 155 quilômetros de duplicação estejam concluídos, garantindo que a obra estará totalmente duplicada em 2022.

Outra boa notícia é que o Contorno de Pelotas deve ser entregue até final de 2021. De acordo com o ministro, haverá suplementação orçamentária para a conclusão.  Para o Orçamento de 2021 estão previstos até agora R$ 106 milhões para a duplicação da Br-116, sendo R$ 22 milhões da emenda da bancada gaúcha.