ARTIGO – MEU APLAUSO AO POVO BRASILEIRO

106

MEU APLAUSO AO POVO BRASILEIRO

Ivon Carrico*

Após a tragédia das enchentes de 1941 no Rio Grande do Sul e, para conter novos desastres, muitas obras foram realizadas – em Porto Alegre e no interior do Estado. Hoje, entretanto, esse aparato se mostrou insuficiente.

É assustadora a dimensão da tragédia ambiental que ora se abate sobre o solo gaúcho. Estudos mais profundos precisam identificar a real causa desse fenômeno.

Provavelmente, o uso desordenado do solo – causado pela expansão urbana e o crescimento exponencial das atividades agropastoris – estará no centro desses debates.

Nas últimas décadas a questão ambiental tem dominado a pauta de governos e organismos internacionais. E, o Brasil tem estado presente e, mais ainda, tem avançado na legislação e na instrumentalização do aparelho estatal.

Em 1972, em Estocolmo, na Suécia, a ONU patrocinou a primeira Conferência sobre o clima para tratar das questões relativas à degradação ambiental.

A seguir, outras ocorreram como a ECO 92, no Rio de Janeiro. E, o Brasil sediará – no ano que vem – a COP 30, em Belém, que será a 30ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas.

Entretanto, apesar dessa intensa participação, o Brasil – nesse colapso ambiental que vem ocorrendo no Rio Grande do Sul – mostrou que precisa avançar muito mais. Tanto na prevenção, como por ocasião dos desastres.

Mas, enquanto isso não ocorre, temos o cidadão brasileiro, de todos os cantos que – sem maior preparo – tem demonstrado acentuada organização e disciplina no atendimento dos desabrigados gaúchos. Uma comovente e agradável surpresa. Parabéns.

*Ivon Carrico é pelotense, mora em Brasília, atuando na administração há quase 50 anos. Atuou na ANVISA e na Presidência da República. Brasília: 15/05/2024