ARTIGO – ESSE ADMIRÁVEL ALBERTO PASQUALINI

38
ESSE ADMIRÁVEL ALBERTO PASQUALINI
.
Por Clayton Rocha
.
Ele dá nome à ponte velha do Canal São Gonçalo
.
Era um jovem pensador que lá nas primeiras décadas do século XX divisava o futuro, com seus problemas, e buscava soluções dentro de critérios de solidariedade humana e de ampla justiça social.
.
Se todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos, vale dizer que ele até mesmo os esbanjava, colocando-os a serviço do Rio Grande e do Brasil. Pois foi marcando a sua época que ele soube consolidar a sua ampla formação humanística iniciada no seminário, falando e escrevendo correntemente o latim, além de uma carreira pública iluminada pelo seu consagrado talento, na condição de conhecedor profundo das questões filosóficas, econômicas e, sobretudo, sociais.
.
Aquele que num futuro ainda distante, e por conta de seus altos méritos, haveria de deixar a sua marca na Cidade de Pelotas, recebia agora, no esplendor de sua juventude, a consagração espontânea de um Estado inteiro: pois o Rio Grande aplaudia-o, elogiava-o, admirava-o. Mas não lhe deu – segundo Mozart Víctor Russomano – o que lhe devia: o Governo do Estado.
.
E quando as urnas o mandaram para o Senado Federal, o destino cruel abreviou aquela cintilante carreira, condenando-a a uma grande redução da palavra, da lucidez, do movimento, roubando-lhe os instrumentos de seus estudos, de sua extraordinária vida intelectual e de sua promissora carreira política.
.
Esse Alberto Pasqualini que viveu momentos de ouro na doutrina social e na ação política do nosso estado e do Brasil, foi impiedosamente traído pela saúde ao sofrer um acidente vascular cerebral que o colheu em meio a uma carreira fulgurante. Mas tamanha era a sua energia, a sua força de convicção e o seu brilho oratório, que ele aqui permanece em sintonias plenas com todos aqueles pelotenses que o veneravam.
.
“Ponte Alberto Pasqualini”, construída sobre o Canal de São Gonçalo.
E vale dizer o mesmo quanto à Cidade de Pelotas, que soube guardá-lo no nome, nos méritos e nos seus feitos políticos, pois esse gaúcho formidável em grandeza humana nela também permanece através da “Ponte Alberto Pasqualini”, construída sobre o Canal de São Gonçalo. (CR).
.
ALBERTO PASQUALINI, SENADOR DA REPÚBLICA.
23 de Setembro de 1901/3 de Junho de 1960.