TREZE HORAS DIVULGOU O FALECIMENTO DO DR. RAMIRO CURI DE LEMOS

460
Dr. Ramiro Curi faleceu aos 71 anos.

Em parceria com o DIÁRIO DA MANHÃ

Uma história ímpar, escrita por um cidadão igualmente único, com uma trajetória diferenciada, pessoal e profissionalmente. A caminhada terrena do médico reumatologista Ramiro Curi de Lemos se encerrou na madrugada dessa terça-feira (16), quando ele veio a óbito após um problema cardiovascular. Há algum tempo ele se dedicava a combater problemas que ameaçavam sua saúde.

Um dos mais autênticos e ardorosos torcedores rubro-negros, do Grêmio Esportivo Brasil, de olhar e opiniões fortes sobre os assuntos do seu clube do coração, o doutor Ramiro não deixava nada por “menos” que os valores que cabiam nos temas que “embalam” clube, time e torcida xavante. Foi um apaixonado torcedor rubro-negro, da arquibancada e durante passadas gestões do clube ocupou cargos diretivos, como gerente de futebol na Baixada. Nos últimos anos viu o seu xavante deixar a segunda divisão do futebol gaúcho para se juntar ao pelotão da Série B do Brasil, e sofreu com as quedas que colocaram o seu clube na Série D nacional. Mas “sobe” com o gosto da elite do futebol do Rio Grande do Sul.

O cara da voz forte e do coração doce, deixa uma legião de amigos que a vida médica, o futebol e o turfe lhe apresentaram em Pelotas e por onde andou, ligado pelos esportes da bola de couro e das corridas de cavalos nos hipódromos pelo Brasil afora e até no exterior. Nos últimos anos seus cavalos conquistaram importantes vitórias e prêmios para a sua galeria. Ramiro era também um companheiro de primeira linha para os seus amigos fieis, fossem eles torcedores do seu Xavante ou do co-irmão Esporte Clube Pelotas.

O pelotense Ramiro Curi de Lemos era casado com a médica oftalmologista Flávia Brod de Lemos, e deixa os filhos Fábio e Carla. E duas netinhas. Foi um profissional e ser humano diferenciado, desses que deixam um grande vazio quando não estão presentes. Uma parte ficará eternamente na arquibancada do Bento Freitas.

Seu corpo foi sepultado na tarde desta terça-feira no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, no bairro Fragata, em Pelotas. Estava com 71 anos.