PELOTAS RETORNA A BANDEIRA LARANJA E PREFEITA DECRETA LOCKDOWN

126

A 13ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado traz, no mapa definitivo, seis regiões em bandeira vermelha e o retorno de Pelotas à bandeira laranja, mesmo sem ter recorrido. Ao contrário de Paula, a maioria dos prefeitos dos municípios que compõem a AZONASUL, recorreram e o estado entendeu que a região deveria então permanecer na cor laranja.

A divulgação foi feita pelo governador Eduardo Leite em transmissão pelas redes sociais nesta segunda-feira (3/8). As bandeiras ficam vigentes a partir da 0h desta terça (4/8) até as 23h59 da próxima segunda-feira (10/8). Na sexta-feira (31/7), o mapa preliminar da 13ª rodada classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico, inclusive a nossa cidade. Depois de análise dos 34 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações, o Gabinete de Crise acatou o recurso de seis regiões, resultando em seis regiões com bandeira laranja (risco médio). Pelotas e a região observou redução do número de hospitalizações, relativa estabilidade entre casos ativos e recuperados. Apesar do aumento expressivo de óbitos na região, a disponibilidade de leitos ainda é bastante expressiva – há 2,2 leitos disponíveis para cada leito de UTI ocupado.

PREFEITA ANUNCIA LOCKDOWN EM PELOTAS

Prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas não recorreu, porém os outros 21 municípios da região fizeram recursos mantendo a região na bandeira laranja.

Município volta à bandeira laranja, depois de recurso apresentado pela Azonasul, mas mantém regramento de bandeira vermelha. Prefeita estuda paralisação total das atividades já para o próximo fim de semana.

Cerca de uma hora depois do Estado divulgar, no fim da tarde desta segunda-feira (3), o retorno de Pelotas à bandeira laranja, depois de duas semanas na classificação considerada alta para o contágio do coronavírus, a prefeita Paula Mascarenhas anunciou a realização de lockdown no Município, a partir do próximo fim de semana. A decisão foi tornada pública, durante live nas redes sociais, e acompanhada pela determinação de que, apesar da classificação média para contágio, serão mantidos os protocolos de bandeira vermelha.

Segundo a prefeita, desde a quinta-feira (30), quando o índice de ocupação das vagas em UTI nos hospitais referência para tratamento de casos Covid chegou a quase 90%, já havia decidido em não recorrer de uma classificação mais rígida no Sistema de Distanciamento Controlado do governo do Estado. Mesmo assim, no fim da tarde desta segunda-feira, a região 21, da qual Pelotas faz parte, retornou à bandeira laranja.

“Minha ideia é manter um protocolo intermediário, como já fizemos, entre a laranja e a vermelha, enquanto preparamos uma ação mais forte essa semana. Vamos fazer, a exemplo de prefeitos de outros municípios, lockdown”, informou Paula.

Paula justificou a iniciativa de adotar o fechamento total de atividades no Município por ter percebido a queda acentuada na adesão da comunidade ao isolamento social, com a última média registrada em 44,5%. O fechamento intermitente do comércio não tem causado mais efeito. As pessoas vivem um estresse, depois de cinco meses de pandemia, e o setor acaba sendo mais prejudicado, avalia a prefeita.