ELEIÇÕES 2020: PSB DEFINE PRÉ-CANDIDATO À PREFEITURA DE PELOTAS

699

Em recente entrevista ao Treze Horas o presidente nacional do PSB – Partido Socialista Brasileiro, Carlos Roberto Siqueira de Barros, afirmou que o partido deveria promover candidaturas próprias nas eleições municipais de 2020, e com isso deixar de ser ‘coadjuvante’ nas frentes de esquerda pelo país afora. Esta afirmação se confirma como lançamento da pré-candidatura em Pelotas de Tony Sechi. A pré-convenção ocorreu dentro deste mês de agosto e também foram apresentados os pré-candidatos a vereadores do PSB-Pelotas

Houve a participação virtual de Beto Albuquerque, ex-deputado federal e vice-presidente nacional do PSB, Mário Bruke Presidente Estadual do PSB-RS, Luciano Azevedo, prefeito de Passo Fundo (PSB), Mari-Trindade, Vice-prefeita de Santana do Livramento e Beto Grill, Ex vice-governador do Rio Grande do Sul.

Tony Sechi tem 28 anos, Técnico Agrícola do CAVG, formando em Gestão Pública na UFPel além de Presidente Nacional da Juventude do PSB, Presidente do PSB em Pelotas e Conselheiro Universitário da UFPel. Começou na política ao lado do ex Vice Governador Beto Grill. Logo, no movimento estudantil, foi Presidente do Grêmio Estudantil do CAVG, Presidente do Diretório Acadêmico do curso de Agronomia, Presidente do Diretório Central do Estudantes da UFPel e Diretor da União Nacional dos Estudantes.

Sua primeira experiência profissional foi na iniciativa privada, na TANAC,  líder mundial na produção de extratos vegetais.  Na Câmara Federal, foi assessor do ex Deputado Federal Beto Albuquerque.  Também trabalhou na coordenação da campanha à Presidência da República do ex Governador Eduardo Campos e da ex Ministra Marina Silva. Além disso, Foi Secretário Municipal e Assessor Técnico do Conselho Superior Socioeconômico de Desenvolvimento e Inovação da Prefeitura de Pelotas.

EDUARDO CAMPOS – PSB NO TREZE

Clayton Rocha e Eduardo Campos no Treze Horas de 1º de agosto de 2014: ‘ – gostei tanto do programa que prometo que voltarei aqui na condição de presidente’!

Relembramos aqui uma inesquecível passagem relacionada a vida do PSB e do Treze Horas. A participação do presidenciável, Eduardo Campos, no Salão Amarelo, o ‘Palácio da Política’ de Pelotas. Campos esteve no Treze no dia 1º de agosto de 2014 e morreu treze dias depois em acidente aéreo em plena campanha eleitoral.

Chegou ao programa para ficar apenas meia hora, pois tinha compromisso nos salões da Sociedade Libanesa de Pelotas. Lá um almoço esperava o candidato, que acabou chegando somente após sua participação no Treze. Os convidados só foram servidos por volta das 14h30min. Ele ficou durante quase todo o tempo participando do Treze Horas. Sentiu-se tão a vontade ao lado do coordenador, jornalista Clayton Rocha, que pronunciou a seguinte expressão: ‘ – gostei tanto do programa que prometo que voltarei aqui na condição de presidente’, disse sorrindo, acompanhado de sua candidata a vice, Marina Silva.