ELEIÇÕES 2020: E AGORA PP?

489
O vereador Roger Ney – que preside o Progressistas em Pelotas – em uma de suas participações no Treze Horas. O PP está numa ‘encruzilhada política’.

Os PSDB, PTB, PSD, Solidariedade, Republicanos, PL e PSL juntamente com alguns integrantes do Progressistas e do Cidadania, reunidos nesta sexta-feira, 21.08 definiram o vereador Roger Ney (que é o presidente do Progressistas – 11) como ‘preferencial’ para compor chapa majoritária ao lado de Paula Mascarenhas nas eleições de novembro. A prefeita Paula ainda havia se manifestado (nas redes sociais) sobre a decisão e o fez na manhã deste sábado apoiando Roger Ney. As definições serão conhecidas nas convenções partidárias previstas para o período entre 31 de agosto e 16 de setembro.

Com o anuncio de ontem o grupo de apoio a reeleição da prefeita Paula Mascarenhas nutre a expectativa de que o Partido Progressista (PP), permaneça presente no projeto político atual. O atual vice-prefeito Idemar Barz-PTB não concorreria na chapa majoritária, podendo buscar uma vaga na Câmara de Vereadores. Em nota “O grupo agradece aos outros nomes que participaram do processo, em especial ao atual vice-prefeito Idemar Barz, por seu perfil engajado e solidário, que conta com total reconhecimento das lideranças e dos militantes dos partidos que formam a coligação”.

Diretório Regional do PP através de resolução diz que Convenção Partidária é que definirá os rumos. Segundo a instância municipal, Fetter manterá a ideia de candidatura própria à prefeitura de Pelotas em 15 de novembro.

O QUE DIZ O DIRETÓRIO DO PP – PROGRESSISTAS

Ainda na tarde de sexta-feira, 21.08, após o anúncio feito pelo grupo de apoio a reeleição da prefeita Paula Mascarenhas o Diretório Municipal do Progressistas, em nota assinada pelo secretário do partido, Paulo Francisco Grigoletti Gastal, emitiu um parecer mantendo a decisão de apresentar candidatura própria à Prefeitura de Pelotas, obedecendo resolução superior PP que indica candidatura própria em cidades com população acima de 100 mil habitantes. Confira a nota:

De acordo com o art. 32, do estatuto nacional do Progressistas, compete à convenção municipal escolher os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores, além de aprovar as coligações no âmbito municipal. Portanto, somente na convenção partidária será decidido, pelos membros do diretório, entre a candidatura própria ou eventual candidatura a vice-prefeito. Quanto à nota veiculada no dia de hoje, reforço que a preferência do partido é pelas candidaturas a prefeito nas cidades com mais de 100 mil habitantes. A pré-candidatura de Fetter, aprovada na pré-convenção e legitimada pela estadual do partido, segue firme com o apoio da maioria do diretório e dos filiados do partido.

Paulo Francisco Grigoletti Gastal secretário geral.