DESTAQUE DE SÁBADO: GENERAL MOURÃO NO TREZE HORAS

317
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, então candidato no Salão Amarelo participando do Treze Horas.

O ‘Destaque de Sábado’ de hoje vai para a participação do General Hamilton Mourão, vice-presidente da República, no programa Treze Horas. Numa entrevista extremamente descontraída, o General Mourão, que como gaúcho, conhece bem o Rio Grande do Sul, falou sobre sua carreira, suas ligações com o estado – sobretudo Bagé e Ijuí – e saboreou os tradicionais doces de Pelotas. Antônio Hamilton Martins Mourão, nasceu em Porto Alegre em 15 de agosto de 1953 é general da reserva do Exército Brasileiro e após sua eleição é o vice-presidente do Brasil. Na época de sua visita ao estúdio do Treze Horas, Mourão estava em campanha eleitoral no RS e foi informado por assessores sobre a importância do Treze no contexto político regional e fez questão de vir ao estúdio do Salão Amarelo da Associação Comercial de Pelotas.

Em 28 de fevereiro de 2018, após longa atuação na carreira militar — marcada por diversos comandos exercidos e algumas opiniões polêmicas — passou para a reserva remunerada. Em 5 de agosto, foi anunciado como candidato a vice-presidente da República, na chapa encabeçada pelo deputado Jair Bolsonaro, sendo eleito ao cargo, em 28 de outubro daquele ano.

A visita do General Mourão ao Estúdio do Treze Horas é o nosso ‘Destaque de Sábado’ de hoje!

O general Mourão saboreou doces de Pelotas.

CARREIRA

O general Mourão Ingressou no Exército em fevereiro de 1972, na AMAN – Academia Militar das Agulhas Negras onde, em 12 de dezembro de 1975, foi declarado aspirante a oficial da Arma de Artilharia. Em seguida obteve cursos de formação, de aperfeiçoamento, de altos estudos militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e do Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, além dos cursos básico paraquedista, mestre de salto e salto livre, também possui o curso de guerra na selva.

Durante sua vida militar, foi instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras, cumpriu Missão de Paz em Angola – UNAVEM III – e foi adido militar na Embaixada do Brasil na Venezuela. Comandou o 27° Grupo de Artilharia de Campanha em Ijuí-RS, a 2ª Brigada de Infantaria de Selva em São Gabriel da Cachoeira-AM (Amazonas), e a 6ª Divisão de Exército, em Porto Alegre. Foi Vice-Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército e, ao ser promovido ao último posto, Comandante Militar do Sul, entre 28 de abril de 2014 e 26 de janeiro de 2016. Na sequência, chefiou a Secretaria de Economia e Finanças, de onde foi destituído em 9 de dezembro de 2017. Na época, a sua destituição foi associada ao teor de suas declarações durante palestras que ministrava em Clubes do Exército ao redor do país, no entanto a assessoria do Exército não informou o real motivo para a destituição do general.

Deixou o serviço ativo em 28 de fevereiro de 2018, após 46 anos de serviço, sendo transferido para a reserva remunerada.