TREZE E O CORONAVÍRUS: COMPLEXO HOSPITALAR CLINICANP REFORÇA MEDIDAS PREVENTIVAS PELO COVID-19

251

O hospital conta com estrutura completa na região e intensificou as ações de prevenção de colaboradores, pacientes e visitantes

O Complexo Hospitalar Clinicanp reitera as medidas preventivas em virtude da pandemia do COVID-19. A direção do hospital informa que algumas ações foram ampliadas para a proteção dos profissionais de saúde, pacientes e familiares que utilizam – ou venham precisar dos serviços hospitalares. Cerca de 150 colaboradores de diferentes setores, desde enfermagem, nutrição, copa, higienização, fisioterapia, receberam treinamento contínuo sobre o uso correto dos EPI’s e a conduta a ser adotada em função da proliferação do vírus. Os funcionários que pertencem a grupos de risco foram encaminhados para casa, com o objetivo de que possam atuar com segurança, mesmo à distância.

De acordo com a procuradora da direção, Michele Fagundes Laydner, o cuidado e a proteção são contínuos e nos últimos dias foram ampliados. Já na entrada os recepcionistas fazem uso da máscara cirúrgica. “Da mesma forma os pacientes em exames, visitantes e acompanhantes são orientados a fazer uso desta prática e qualquer pessoa identificada com sintomas não terá a entrada permitida”, destaca. Em todos os andares são encontrados banheiros para que seja ágil o ato de lavar as mãos reiteradamente. Em elevadores, dependências de circulação são disponibilizados suportes com álcool em gel e estimulado o seu uso.

O hospital conta com uma das estruturas mais completas da região sul. Contempla o serviço de internação hospitalar clínica e cirúrgica com capacidade para 36 leitos e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) geral adulta, com cinco leitos e um isolamento. Na UTI o sabonete líquido comum foi substituído por Clorexidina sabão 2%. “O produto faz uma assepsia química, com ação antifúngica e bactericida, capaz de eliminar tanto bactérias gram-positivas quanto gram-negativas e inibindo a proliferação”, complementa Michele. Todos os profissionais que estão na linha de frente são constantemente monitorados pela enfermagem padrão e orientados perante qualquer dúvida.

Todo cuidado com a higienização e descontaminação dos materiais, roupas e lençóis passam pela Central de Esterilização de Materiais e pelo Centro de Higienização, com processos de qualidade que obedecem a NR32 e a Organização Mundial da Saúde (OMS). O resultado se traduz no reconhecimento pelo baixo índice de infecções hospitalares. O Centro de Higienização é dotado de todos os pré-requisitos da vigilância sanitária e FEPAM e licença sanitária para higienização dos enxovais, além da barreira sanitária na lavanderia. “Estamos focados inteiramente na prevenção e cuidado para minimizar situações de risco e dedicados a atender as constantes mudanças de cenário que poderão ocorrer”, complementa Michele.

Serviço:

Complexo Hospitalar Clinicanp

Rua Anchieta, 3305 – Pelotas (RS)

Exames e Consultas: Rua Quinze de Novembro, 1100

Telefone: (53) 3026.6300

 

Redação: Gabriela Mazza/Satolep Press (MtB: 9838)

Foto: Divulgação_Clinicanp